Financeiro

Mesmo com dívidas de R$ 93 bilhões, perspectiva de retomada das usinas permanece

Fatores determinantes proporcionarão a aguardada desalavancagem financeira de boa parte do setor


NovaCana - 23 mar 2016 - 10:49

Os ventos continuam a soprar em favor das usinas. E quem afirma é o sócio da MB Agro e uma das maiores autoridades quando o assunto envolve a saúde financeira das usinas, Alexandre Figliolino.

O executivo havia anunciado, no início do mês, que a dívida do setor chegava a US$ 150 por tonelada de cana, atingindo R$ 93 bilhões. Um aumento de 15% de uma safra para a outra. Alta do dólar, dos juros e fluxo de caixa negativo em grande parte do setor foram citados como as principais causas do endividamento.

A dívida ainda deve continuar alta para a próxima safra, mas o prognóstico para a safra 2016/17 é acalentador, com ressalvas.


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR



Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail