PUBLICIDADE
ARMAC
Financeiro

Maringá mais que dobra o lucro de seus negócios sucroenergéticos em 2021/22

A companhia, que controla a usina Jacarezinho, teve um resultado líquido de R$ 182,88 milhões


NovaCana - 29 jun 2022 - 09:31

Entre as companhias que aproveitaram o bom momento dos preços de produtos sucroenergéticos em 2021/22 está o grupo Maringá. Os negócios voltados ao setor de açúcar e etanol da empresa viram um aumento não só em seus índices financeiros como também nos produtivos.

Os dados levam em conta os resultados da usina Jacarezinho, a Canavieira Jacarezinho e, agora, também Maringá Energia – braço da empresa com foco na cogeração a partir do bagaço de cana resultante da produção de açúcar e etanol. Além do setor sucroenergético, o grupo também controla empresas na área siderúrgica, com a Maringá Ferro-Liga.

No setor de açúcar e etanol, o diretor corporativo da companhia, Eduardo Lambiasi, aponta que o ano foi desafiador, mas que alguns fatores contribuíram para o crescimento da companhia. Além das chuvas pontuais na região da usina Jacarezinho, no norte pioneiro do estado do Paraná, ele também registra “um comportamento bastante ativo no sentido de replantio e boas práticas agrícolas”.

Durante a safra 2021/22, a moagem do grupo foi de 2,43 milhões de toneladas e a expectativa é de crescimento. De acordo com Lambiasi, é possível que a próxima temporada tenha uma produção de até 2,6 milhões de toneladas.

Com essa moagem, a Maringá também registrou uma produção de 167,89 mil toneladas de açúcar e 94,7 milhões de litros de etanol.

Lambiasi aponta que uma das estratégias de crescimento da empresa é justamente a diversificação de produtos, com o início da fabricação de açúcar refinado e etanol anidro, assim como a flexibilização do mix de produção. Da mesma forma, o início da comercialização de energia a partir da cogeração foi um complemento para os resultados.

No âmbito financeiro, a companhia também registrou ganhos. Considerando o período entre janeiro e dezembro e o desempenho das três empresas, o grupo somou um resultado líquido de R$ 182,88 milhões ao final de 2021. Ou seja, a Maringá mais que dobrou seu lucro, que no ano anterior foi de R$ 86,52 milhões.

Confira no texto completo, exclusivo para assinantes, gráficos e mais detalhes acerca do crescimento da Maringá, perfil das dívidas e, também, uma projeção para o futuro da companhia.


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR



PUBLICIDADE BASF GIGA INTERNAS BASF GIGA INTERNAS

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x