Financeiro

Cosan vai resolver uma série de complexidades com nova estrutura societária, diz UBS


Money Times - 15 jul 2020 - 14:30

A proposta de uma nova estrutura corporativa pode resolver uma série de complexidades e preocupações da Cosan, avaliou o banco suíço UBS. Segundo os analistas Luiz Carvalho e Gabriel Barra, em relatório enviado aos clientes, a reorganização permitirá que a companhia continue sendo um alocador de capital inteligente.

“Com os valores atuais das companhias envolvidas (Cosan Limited, Rumo e Cosan), acreditamos que existe um pequeno risco para a ação. No entanto, dependendo da avaliação da companhia no processo de reestruturação, o risco pode se transformar em potencial de valorização”, afirmaram Carvalho e Barra.

A companhia anunciou no início do mês a intenção de simplificar sua estrutura societária em uma única holding, na qual os acionistas da Cosan Limited e Cosan Log se tornariam acionistas da Cosan. Além da reorganização, a empresa informou no mesmo dia que estava preparando a listagem em bolsa das subsidiárias Moove, Raízen e Compass.

Levando em consideração o grande potencial de crescimento futuro e as oportunidades diversificadas nos mercados de gás natural, refinaria, saneamento e gasodutos, o UBS manteve sua recomendação de compra para o papel, com preço-alvo em 12 meses de R$ 79.

Os analistas também sustentaram a perspectiva de que a realização de algumas ofertas públicas iniciais (IPOs) das companhias não listadas da Cosan poderiam levantar R$ 12 bilhões, recursos que serviriam para financiar o crescimento dos negócios e desalavancar o balanço.

Diana Cheng