BASF
Financeiro

Calotes de sucroenergéticas são incluídos em estudo da S&P sobre renegociação de dívidas

Setor aparece com dificuldades, mas capaz de dar a volta por cima em alguns casos


novaCana.com - 03 jul 2018 - 08:44

A agência de classificação de risco S&P Global Ratings fez um estudo dos calotes de dívidas de empresas brasileiras nos últimos 20 anos. Os resultados indicam uma piora na tendência de recuperação em comparação com os anos 2000, mesmo que alguns números sejam melhores.

Nomes do setor sucroenergético constam dentre as empresas estudadas pela agência. Além disso, o setor também aparece em uma análise mais ampla sobre a recuperação de situações de calote.

Dos 34 grandes casos estudados nestas duas décadas, 16 foram resolvidos e possuem dados disponíveis, dez não têm resultados divulgados e oito permanecem com dívidas não pagas. Estes casos, inclusive, se concentram especialmente nos setores que sofreram mais com crises que afetaram várias empresas, como o sucroenergético, os serviços de utilidade pública e as emissoras de TV a cabo.

Confira, na versão completa:

- A participação do setor sucroenergético no estudo
- Os casos de recuperação do setor
- Os setores com os melhores e os piores índices de recuperação

exclusivo assinantes

O texto completo desta página
está disponível apenas aos assinantes do site

veja como é fácil e rápido assinar

ou