Financeiro

Bunge Açúcar e Bioenergia tem prejuízo de R$ 57,56 milhões em 2017

Apesar da melhora na qualidade da cana e no rendimento agrícola, empresa tropeça em altos custos


novaCana.com - 19 jun 2018 - 08:57

Com oito usinas espalhadas pelas regiões sudeste, norte e centro-oeste do país, a Bunge Açúcar e Bioenergia atua desde 2006 no setor sucroenergético brasileiro. Mesmo assim, há rumores de que a companhia tenta vender suas unidades, pelo menos, desde 2014.

Agora, a estratégia da empresa parece envolver a abertura de capital – embora a oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) dos negócios de açúcar e etanol no Brasil tenha sido adiada “devido a condições adversas de mercado”. Preços baixos do açúcar e incertezas no setor de etanol, dada a recente crise dos combustíveis, também contribuem com a desconfiança sobre o potencial de lucratividade a longo prazo da empresa.

A busca por soluções não é à toa. O mais recente resultado financeiro da Bunge reflete as dificuldades da companhia: em 2017, a empresa sofreu prejuízo de R$ 57,56 milhões, ante um resultado positivo de R$ 531,42 milhões em 2016, uma redução de 110,83%.

Confira na versão completa:

- Detalhes da produção da Bunge
- Resultado das usinas do grupo
- Relação entre receitas e custos
- Ebitda e margem Ebitda da empresa
- Investimentos da companhia por área
- Dívidas da Bungue


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR