Financeiro

Atrasadas, usinas da GVO perdem R$ 1,69 bilhão e cobertura da Fitch

Grupo Virgolino de Oliveira (GVO) vê crescimento astronômico do prejuízo


NovaCana - 16 dez 2015 - 16:59 - Última atualização em: 17 dez 2015 - 14:20

Com muito tempo de atraso o Grupo Virgolino de Oliveira (GVO) finalmente divulgou seus resultados referentes a safra de 2014/15. Na temporada encerrada em 30 de abril de 2015, a empresa, com suas quatro usinas (apenas três em operação) e capacidade de moagem de 12 milhões de toneladas, registrou um prejuízo líquido de R$ 1,69 bilhão.

O número, referente ao prejuízo após a consideração de despesas e dos resultados financeiros, representa um aumento astronômico comparado com o mesmo período de 2014, quando a perspectiva de futuro da Virgolino era um pouco mais otimista.

O resultado da GVO chegou um dia depois da agência de riscos Fitch anunciar a retirada das classificações da companhia devido à falta de informações atualizadas da empresa, que seriam consequência das dificuldades financeiras pelas quais passa o grupo.


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR



Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail



x