Financeiro

Assembleia de credores da Renuka do Brasil é suspensa


Agência Estado - 10 jun 2016 - 12:10

A assembleia de credores para deliberar o plano de recuperação judicial da Renuka do Brasil, que ocorreria na quinta-feira, 9, foi suspensa e será retomada em 14 de julho. Conforme o Broadcast Agro, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, havia antecipado, o pedido partiu da própria empresa, que quer ter mais tempo para fazer as negociações com as partes e garantir a aprovação do projeto. A informação foi confirmada pelo diretor jurídico da companhia, Tony Rivera.

Com capacidade instalada de 10,5 milhões de toneladas, a Renuka do Brasil administra as usinas Madhu, em Promissão, e Revati, em Brejo Alegre, ambas em São Paulo. O grupo, pertencente à indiana Shree Renuka Sugars, entrou com pedido de recuperação judicial em outubro do ano passado.

Na mesma situação está a Renuka Vale do Ivaí, da mesma empresa indiana, só que com duas unidades no Paraná. A assembleia de credores desta ocorreu na segunda-feira, 6, mas não atingiu consenso. Isso porque a "classe 2" de credores, com garantia real, não concordou com o plano de recuperação judicial. Mesmo assim, a expectativa é de que a Justiça homologue o projeto.

No ano-safra 2015/16, encerrado em março, a Shree Renuka Sugars registrou prejuízo líquido de US$ 42,85 milhões (2,85 bilhões de rupias), montante 3,3% menor ante 2014/15. Com capital aberto na bolsa de Mumbai, a empresa teve uma receita líquida de US$ 880,84 milhões (58,62 bilhões de rupias) no ciclo (+2%).


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail