Financeiro

Adecoagro reverte prejuízo e lucra US$ 20,27 milhões no 3º trimestre de 2020


Agência Estado - 13 nov 2020 - 09:36 - Última atualização em: 13 nov 2020 - 12:07

A Adecoagro, empresa de produção agrícola e agroindustrial, teve lucro líquido de US$ 20,267 milhões no terceiro trimestre de 2020. Em igual período do ano passado, a Adecoagro tinha registrado prejuízo de US$ 30,307 milhões.

Segundo a companhia, o resultado se explica principalmente por uma menor perda cambial juntamente com o aumento na geração de Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização). Em termos ajustados, houve lucro de US$ 37,833 milhões, 25,3% acima do registrado um ano antes, de US$ 30,193 milhões.

O Ebitda ajustado ficou em US$ 102,128 milhões, aumento de 9,2% ante o terceiro trimestre de 2019. A margem Ebitda ajustado passou de 40,3% para 44,0%. As vendas líquidas somaram US$ 232,343 milhões, pouco acima dos US$ 232,329 milhões de igual trimestre do ano passado.

No segmento de açúcar, etanol e cogeração de energia a partir de cana, o Ebitda ajustado subiu 1,5% ante o terceiro trimestre do ano passado, para US$ 86,4 milhões. De acordo com a Adecoagro, as vendas líquidas diminuíram 13,1% devido a preços médios mais baixos de venda em dólares de açúcar, etanol e energia e menores volumes de etanol e energia vendidos. Isso foi parcialmente compensado por um maior volume vendido de açúcar, menor custo de produção e a desvalorização do real, entre outros fatores.

O volume processado de cana-de-açúcar aumentou 19,1% ante igual período do ano passado e 49,9% ante o segundo trimestre de 2020, para 4,353 milhões de toneladas. A produção de açúcar aumentou 294,7% na comparação com o terceiro trimestre de 2019, para 264.448 toneladas, enquanto a de etanol caiu 26,4%, para 208.791 metros cúbicos.

A Adecoagro ressaltou ainda no balanço o seu desempenho na venda de CBios no País. Até o fim de outubro, a empresa havia vendido 230 mil CBios a um preço médio de R$ 40,4 por CBio. A companhia tem três usinas certificadas que, em um ano de plena maximização do etanol, podem produzir até 750 milhões de litros de etanol, o que permitiria a emissão de aproximadamente 1 milhão de CBios.


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail