Financeiro

As 25 usinas e empresas que mais perderam dinheiro em 2014 no setor sucroenergético


NovaCana - 06 ago 2015 - 10:15 - Última atualização em: 07 ago 2015 - 16:12

Por mais um ano, a crise impactou o balanço das principais sucroalcooleiras do Brasil e a cor vermelha marcou sua presença com força. Entre as 81 empresas do ramo com o maior faturamento do mercado, 25 delas tiveram prejuízo em 2014. O resultado, entretanto, representa uma melhora sutil em relação ao ranking de 2013, quando, entre 73 empresas, 31 encerraram com prejuízo.

Esse recorte feito pelo novaCana contempla também os dados de outras 56 empresas do setor de açúcar e etanol, 50 das quais tiveram lucro em 2014 e seis não informaram o resultado líquido.

No cômputo geral, as 25 empresas que ficaram no vermelho apresentaram perdas que somam US$ 1,268 bilhão.

A análise do resultado operacional desse grupo de empresas do setor mostra que a perda continuou significativa, mas houve uma melhora na performance financeira: no ano de 2013, os prejuízos alcançaram de US$ 1,76 bilhão – 38% mais do que em 2014 (veja os gráficos abaixo com o histórico das perdas das empresas desde 2009).

As empresas que operaram no vermelho tiveram ainda uma média de perdas maior, US$ 50,7 milhões em 2014 contra US$ 48,4 milhões no ano anterior.

Mas é importante observar que entre as usinas deficitárias há um abismo entre o pelotão de frente e o traseiro. Veja os detalhes a seguir.

E ainda:

- O prejuízo de cada uma das empresas listadas

- Prejuízo médio por empresa desde 2009

- A realidade operacional das companhias que registraram as maiores perdas

- Histórico de perdas das empresas deficitárias

- Planilha interativa com opções avançadas de filtro e navegação por todos os 26 indicadores financeiros de cada usina ou empresa


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR



Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail