PUBLICIDADE
BN novacana 1300x150
Política

Senado contradiz Bolsonaro sobre gestão da Petrobras e política de preços

Nota informativa foi feita em resposta a questionamentos do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP)


Folha de S. Paulo - 24 mar 2022 - 08:52

A consultoria legislativa do Senado preparou uma nota informativa que contradiz o presidente Jair Bolsonaro (PL) sobre as afirmações de que ele não pode trocar o presidente da Petrobras e, portanto, está impedido de alterar a política de preços da estatal para comercialização de diesel, gasolina e etanol.

De acordo com a consultoria, a diretoria da Petrobras, inclusive seu presidente, “podem ser destituídos a qualquer tempo”. O presidente teria o poder de exonerá-los “indiretamente, por meio do conselho de administração e da assembleia geral”, da estatal.

“Compete ao conselho de administração a destituição, assim como a eleição, dos membros da diretoria executiva [da empresa]. Portanto, a União, que é o sócio controlador e tem maioria no conselho de administração da Petrobras, pode destituir o presidente da empresa”, diz a nota técnica.

Sobre a política de preços, a consultoria afirma que “não há lei que obrigue a Petrobras” a adotá-la, embora a direção da empresa possa responder por políticas que causem prejuízo a ela.

A nota foi feita em resposta a questionamentos do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que pretendia provar que as afirmações de Bolsonaro eram “uma mentira deslavada”.

Mônica Bergamo
Com reportagem de Bianka Vieira, Karina Matias e Manoella Smith


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
Card image


x