PUBLICIDADE
ARMAC
Política

[Atualizado] Pedro Parente deixará presidência da Bunge Brasil


Valor Econômico - 20 jan 2014 - 18:33 - Última atualização em: 21 jan 2014 - 08:02

A multinacional americana Bunge vai trocar de presidente no Brasil. A empresa informou ontem que o executivo Pedro Parente vai deixar a empresa. O sucessor ainda não foi escolhido, mas Parente permanecerá na companhia até 30 de junho, período que deve coincidir com a transição do cargo para o novo presidente. "A companhia já iniciou um processo de seleção que considera candidatos externos e promoção interna. Acredito que em dois meses um sucessor deve ser anunciado", afirmou Parente em entrevista exclusiva ao Valor PRO, serviço de informações em tempo real do Valor.

Ele garantiu que sua saída é uma decisão pessoal e que desde a segunda metade do ano passado vem conversando com o CEO global, Soren Schroder, sobre seu desejo de deixar o cargo. Parente afirmou que vai se aposentar como executivo, ou seja, não pretende assumir nenhum cargo em outra companhia, mas que vai continuar trabalhando. O plano, disse ele, é dedicar mais tempo à sua empresa de investimentos, a Prada Assessoria, que atualmente gere recursos de 20 famílias.

Parente afirmou que vai seguir sua atuação como membro de conselhos de administração de outras empresas. Atualmente, ele preside o conselho de administração da BM&FBovespa e, acabou de aceitar o convite do publicitário Nizan Guanaes para assumir a presidência do conselho do Grupo ABC, holding na área de publicidade da qual Guanaes é fundador e presidente.

A Bunge é a terceira maior exportadora do Brasil, atrás somente da Vale e da Petrobras. Entre janeiro e novembro de 2013, os embarques da americana a partir do Brasil atingiram US$ 7,055 bilhões, 16,2% acima de igual intervalo de 2012, segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

Parente estava há quatro anos na presidência da Bunge no Brasil. Ele havia sido indicado pelo brasileiro Alberto Weisser, que deixou o cargo de CEO global da companhia em 1º de junho do ano passado, sob a pressão de resultados globais ruins, motivados pela operação sucroalcooleira, quase toda concentrada no Brasil.

De acordo com Pedro Parente, sua saída não tem relação com a de Weisser, tampouco com os resultados frustrantes da operação sucroalcooleira. "Produzir açúcar e etanol no Brasil está ruim para todos os players que atuam nesse setor. A Bunge tem visão de longo prazo e sabe que dificuldades dessa natureza fazem parte de uma empresa empreendedora. No conjunto, os resultados no Brasil são muito bons", afirmou.

Nos últimos quatro anos, a Bunge passou por uma reestruturação no Brasil. Saiu da produção e comercialização de fertilizantes e elevou suas apostas no setor sucroalcooleiro, ao comprar usinas (grupo Moema) e construir outras, como a Pedro Afonso (TO). Aprofundou sua atuação no segmento de varejo com a compra das marcas Etti, Salsaretti, Puropurê e Cajamar da Hypermarcas por R$ 180 milhões - valor que também incluiu uma fábrica e um centro de distribuição na cidade de Araçatuba (SP). Construiu ainda uma fábrica de maionese no complexo industrial de Gaspar (SC).

Em 2013, o principal investimento da Bunge foi a fábrica de biodiesel de Nova Mutum (MT). Neste ano, estará no centro das atenções da múlti a inauguração de uma nova rota de escoamento de grãos pelo Norte do país. A americana deve iniciar a operação de um terminal portuário em Barcarena (PA) e de uma estação de transbordo no distrito de Miritituba (PA). "Seremos a primeira empresa a inaugurar essa nova rota pelo Norte do Brasil", afirmou Parente.

O executivo ressaltou que encerrado esse ciclo de quatro anos, não tinha interesse em entrar em mais um quadriênio. "Aos 60 anos, a noção de tempo muda. Um ano de vida tem muito mais valor do que tem quando se é mais jovem".

No dia 13 de fevereiro, a Bunge divulgará seus resultados referentes ao ano de 2013. Nos nove primeiros meses do ano passado, a receita líquida mundial da múlti subiu 2,3% em relação ao mesmo período de 2012 e somou US$ 44,972 bilhões. O lucro líquido caiu 77,6%, para US$ 143 milhões.

Fabiana Batista


PUBLICIDADE FMC_VERIMARK_INTERNO FMC_VERIMARK_INTERNO

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x