Política

Petrobras ignora pedido da equipe de transição e conclui venda de refinaria de Manaus

Companhia recebeu nesta quarta-feira US$ 228,8 milhões, montante que se soma aos US$ 28,4 milhões pagos na assinatura do contrato


CNN Brasil - 01 dez 2022 - 08:57

A Petrobras anunciou na noite desta quarta-feira, 30, que concluiu o processo de venda da refinaria da companhia de Manaus, a Reman, para o grupo privado Atem.

Na semana passada, a equipe de transição do novo governo Luiz Inácio Lula da Silva pediu ao atual governo, em reunião com o ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, que o processo de venda da refinaria fosse interrompido.

Segundo a Petrobras, a venda foi concluída com o pagamento de US$ 257,2 milhões para a estatal. Hoje, a companhia recebeu US$ 228,8 milhões – montante que se soma aos US$ 28,4 milhões pagos na assinatura do contrato.

A refinaria tem capacidade de processamento de 46 mil barris por dia e a venda também inclui um terminal aquaviário.

O processo de venda da refinaria do Amazonas foi lançado em junho de 2019 e o contrato de venda foi assinado em agosto de 2021 com o os executivos da Atem.

Em comunicado, a Petrobras diz que “a operação está alinhada à estratégia de gestão de portfólio e à melhoria de alocação do capital da companhia, visando à maximização de valor e maior retorno à sociedade”.

O grupo Atem atua no ramo de combustíveis, logística rodoviária e fluvial, além de construção naval. A empresa tem mais de 20 anos e está presente em 14 estados do Brasil.

Fernando Nakagawa


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x