Política

[Opinião] Bolsonaro faz campanha em Iowa, com dinheiro do Brasil


Folha de S. Paulo - 14 set 2020 - 07:29
Jair Bolsonaro e o embaixador estadunidense Todd Chapman, que defende o fim da tarifa para importação de etanol

Por Nelson de Sá*

Repercutiu em veículos da China à Argentina e, de maneira mais ampla, em um despacho da agência Reuters: “Brasil estende as importações de etanol sem tarifa”.

Era o que cobrava o lobby de Iowa, como evidenciou o noticiário americano do setor agrícola, ao longo da semana anterior. Já o lobby brasileiro, também noticiado nos sites, se levantou contra e perdeu.

“Alguns Estados produtores de etanol são fundamentais para a candidatura de Donald Trump à reeleição em novembro”, esclareceu a Reuters.

Era o que queria o embaixador americano, com argumentos que haviam revoltado parlamentares democratas e o New York Times. Talvez pela controvérsia, Trump acabou não festejando no Twitter.

Mas divulgou nova promessa, de misturar mais etanol na gasolina, cedendo aos apelos da senadora republicana Joni Ernst, que está empatada com uma democrata em Iowa, segundo a Bloomberg.

Trump, que teve 9,4 pontos de vantagem há quatro anos, está só 1,7 à frente de Joe Biden nas pesquisas no Estado.

* Nelson de Sá é jornalista e publica na Folha de São Paulo a coluna Toda Mídia, onde fala sobre imprensa e tecnologia


 Textos opinativos não necessariamente traduzem a opinião do novaCana. A publicação visa estimular o debate e proporcionar uma variedade de pontos de vista para os leitores.


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail