Política

Aumento dos combustíveis mostra que culpa não é dos governadores, diz Wellington Dias

Presidente do Consórcio Nordeste diz que responsabilidade da alta de preços é da Petrobras


Folha de S. Paulo - 12 jan 2022 - 10:00

Coordenador do Fórum de Governadores, Wellington Dias (PT-PI) diz que o novo aumento dos combustíveis deixou claro que a responsabilidade pela alta de preços é da Petrobras.

A Petrobras informou que aumentará os preços do diesel nas refinarias em 8% a partir de quarta-feira, 12, enquanto a gasolina vendida às distribuidoras terá aumento médio de 4,85%, de acordo com nota publicada pela companhia nesta terça-feira, 11.

O diesel passará de R$ 3,34 para R$ 3,61 por litro, enquanto a gasolina subirá de R$ 3,09 para R$ 3,24 por litro.

“Cada vez mais claro, quem faz subir o preço dos combustíveis no Brasil são os aumentos da Petrobras. Sempre sustentamos que o valor do combustível tem a ver com a dolarização do petróleo e a vinculação feita no Brasil. Congelamos por 90 dias o ICMS e mesmo assim os aumentos continuam”, afirma o governador do Piauí.

“A ausência de uma proposta sustentável por parte da Petrobras e Ministério da Economia leva a esta instabilidade nos preços”, completa Dias, que também é presidente do Consórcio Nordeste.

Os governadores são rotineiramente responsabilizados pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) de serem os culpados pelos reajustes, em razão da incidência de ICMS.


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail