Política

Nilson Leitão é eleito presidente de comissão que debate veto ao plantio de cana


Portal do PSDB na Câmara - 22 nov 2012 - 18:30 - Última atualização em: 28 nov 2012 - 12:53
nilson-leitao-psdb-221112
O deputado Nilson Leitão (MT) instalou na manhã desta quarta feira (21) a subcomissão destinada a acompanhar os problemas ligados à cana-de-açúcar, desde o plantio até a sua industrialização. Ligada à Comissão de Agricultura da Câmara, da qual o deputado é vice-presidente, a subcomissão votou por unanimidade pela permanência do tucano à frente do colegiado.O objetivo da criação do grupo de trabalho é debater o veto imposto para o plantio da cana em Mato Grosso, Acre, Amazônia, Rondônia, Roraima, Pará e Amapá. Além da proibição, outros assuntos diretamente ligados aos produtores da região serão debatidos, como a vedação à concessão de crédito rural.

Para Leitão, o impedimento é meramente político, uma vez que nenhum estudo técnico foi feito para que se justifique o veto. Segundo dados apresentados pelo deputado, em 2011 mais de R$ 3 bilhões foram investidos no agronegócio. No entanto, o Mato Grosso e os estados do Norte foram preteridos.

"Vetar significa engessar toda uma região. Ou seja, o produtor pode plantar soja, algodão, milho, mas não pode plantar cana. Qual o critério técnico disso? Não estamos defendendo o desmatamento, mas sim que o produtor tenha o direito de escolher o que quer fazer em suas terras", questiona Leitão.

A primeira ação da comissão será a realização de uma audiência pública com representantes do governo e dos setores envolvidos para debater os pontos polêmicos e elaborar um dossiê com as conclusões obtidas, elucidando que não existem critérios para o veto.

A subcomissão foi criada por meio de requerimento do deputado Nilson Leitão e terá o prazo de 180 dias. Compõem a comissão um presidente, um relator (Giovanni Queiroz/PDT-PA), um deputado representando cada estado envolvido e demais parlamentares que tenham interesse, como o ex-ministro da Agricultura Reinhold Stephanes, e o deputado Abelardo Lupion, que já declaram sua participação.

As reuniões ocorrem no plenário 6 da Câmara dos Deputados e são abertas aos interessados no assunto.

PUBLICIDADE BASF_NOV_INTERNAS BASF_NOV_INTERNAS

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x