Política

Bolsonaro repete promessa de ter uma das gasolinas mais baratas do mundo

Presidente fez publicação no Twitter após nova redução da Petrobras


Folha de S. Paulo - 15 ago 2022 - 16:16

Após a Petrobras anunciar nova redução no preço da gasolina, o presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a dizer nesta segunda-feira, 15, que “brevemente” o país terá uma das mais baratas do mundo.

“É a terceira redução anunciada nas últimas semanas. Brevemente teremos uma das ‘gasolinas’ mais baratas do mundo”, afirmou no Twitter.

A mesma promessa já foi feita em aos menos duas ocasiões: em discurso, na Bahia, em 2 de julho; e em rede social, em 19 de julho.

A companhia disse que, a partir de terça-feira, 16, fará um corte de 4,8% no preço da gasolina nas refinarias. Esta é a terceira redução em menos de um mês, acompanhando a queda das cotações internacionais do petróleo.

Com a mudança, o combustível vai custar, em média, R$ 3,53 por litro. A queda é de R$ 0,18 por litro em relação ao preço médio praticado até esta segunda.

Considerando que a gasolina vendida nos postos tem 27% de etanol, a estatal estima um repasse de R$ 0,13 por litro ao preço final do combustível, que já vem em trajetória de queda desde o fim de junho, quando o Congresso aprovou cortes de impostos federais e estaduais.

A queda no preço dos combustíveis é uma das principais apostas da campanha do presidente, que busca se reeleger em outubro.

A redução da gasolina ocorre no mesmo dia em que começa, oficialmente, a campanha eleitoral. Bolsonaro viajará para Juiz de Fora (MG), mesmo local onde levou a facada em 2018.

Desde o fim de junho, os preços do mercado brasileiro estão acima da paridade de importação calculada pela Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom), mesmo com os dois cortes anunciados pela estatal em julho.

O recuo do petróleo foi usado pela empresa para justificar também dois cortes no preço do diesel em agosto. Esse produto havia sido menos impactado pelos cortes de impostos, pois já tinha alíquotas abaixo do teto estabelecido pelo Congresso na maior parte dos estados.

Segundo dados da Abicom, o preço médio do diesel nas refinarias brasileiras abriu o mercado nesta segunda R$ 0,23 por litro acima da paridade de importação.

Marianna Holanda e Matheus Teixeira

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x