Política

ANP altera lista de participantes do grupo técnico do RenovaBio

Membros são responsáveis por propor aperfeiçoamentos à regulação e à RenovaCalc


NovaCana - 15 abr 2021 - 08:34

Por meio de uma portaria publicada no Diário Oficial da União no último dia 6, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) alterou a relação de participantes do grupo técnico do programa RenovaBio. As mudanças, ao menos em parte, acompanham alterações nas equipes dos órgãos representados.

Oficialmente criado em 2018, o grupo tinha como objetivo apoiar a implementação da RenovaCalc, ferramenta que calcula as notas das companhias para a certificação no RenovaBio. Na sequência, ele também ficou encarregado de propor aperfeiçoamentos à regulação do programa e à própria calculadora, além de poder analisar e recomendar a inclusão de novas rotas de produção de biocombustíveis.

Com a mudança, o Instituto Brasileiro de Informação Ciência e Tecnologia (IBICT) deixou de ter representantes e o número total de membros foi reduzido de 26 para 22. As demais instituições foram mantidas. São elas: ANP, Ministério de Minas e Energia (MME), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Laboratório Nacional de Biorrenováveis (LNBR, antigo CTBE) e Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR



Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail



x