Etanol: Mercado: Regulação

ANP cogita novas mudanças nas regras dos estoques de etanol


NovaCana - 12 mar 2013 - 07:36 - Última atualização em: 15 jan 2014 - 08:55

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) promoveu recentemente diversas adequações na resolução que obriga usinas e distribuidoras a manterem estoques de etanol anidro (veja tudo o que mudou aqui).

A agência acredita que deve aprimorar as regras para formação de estoque no decorrer deste ano. A partir do diagnóstico que tem realizado, junto com o Ministério de Minas e Energia, a autarquia pode atender às demandas da categoria. "Existe a possibilidade de aprimoramento da resolução, de modo a corrigir alguns pontos já identificados em reuniões ocorridas com agentes do mercado", afirmou a assessoria da ANP ao portal novaCana.com.

Sobre as mudanças na resolução ocorridas no início do ano, a ANP informou que foram fruto do amadurecimento durante o primeiro ano das regras para comercialização e estoque de etanol.

A alteração mais significativa foi a colher de chá dada às distribuidoras que optaram pela compra direta. Pelo novo texto da resolução, estas podem comprovar os estoques só a partir de 1º de abril deste ano.  De acordo com a agência, isso "foi fruto de reflexão sobre o cumprimento da compra direta no 1º ano de aplicação da Resolução 67/11".


O portal novaCana.com passará por desenvolvimentos importantes na semana que vem. Veja aqui como você pode continuar recebendo as informações exclusivas.


Segundo informações divulgadas pela ANP no início do mês, 54 distribuidoras, com 90% do mercado nacional, optaram pelo regime de contrato. As outras 78 distribuidoras, com 10% da distribuição de gasolina C no país, adotaram a compra direta para aquisição do etanol. No entanto, a compra direta foi utilizada por 24,7% do mercado na safra 2012/13.

Amanda SchArr – novaCana.com

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail



x