BASF
Etanol: Preços

Preço nos postos: Etanol segura competitividade após nova queda nos preços


novaCana.com - 04 fev 2019 - 10:31

paridade 01 mini tabela 27.01a02.02

Os destaques sobre o preço do etanol na semana de 27 de janeiro a 2 de fevereiro:

  1. Preço médio da gasolina caiu 0,78% e o do etanol, 0,57%

  2. Na média nacional, preço do etanol correspondeu a 66% do valor de comercialização da gasolina

  3. No período, foi vantajoso abastecer com etanol em São Paulo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais e Paraná

  4. O preço do etanol nos postos aumentou em 10 estados, diminuiu em 14 e no DF, manteve-se no Mato Grosso do Sul e não foi registrado no Amapá

  5. A cotação do biocombustível segue caindo nas usinas de São Paulo, Goiás e Mato Grosso



Apesar da queda no preço da gasolina e do período de entressafra da cana-de-açúcar – quando é esperada uma alta nos preços – o etanol hidratado tem mantido sua competitividade nos postos do país. Na semana de 27 de janeiro a 2 de fevereiro, o combustível renovável foi comercializado, em média, a 66% do preço da gasolina, índice inferior à paridade energética comercialmente estabelecida em 70%.

Conforme dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), obtidos em pesquisa feita em mais de 5 mil postos de combustíveis pelo país, o etanol foi comercializado a R$ 2,780/l – queda de 0,57% em relação à semana anterior.

A gasolina, por sua vez, passou de R$ 4,245/l para R$ 4,212/l, uma diminuição de 0,78%. O valor, entretanto, é inferior às reduções anunciadas pela Petrobras, que diminuiu o preço médio nas refinarias em 2,5% em 25 de janeiro – o que deveria impactar o período analisado pela ANP – e em 1,3% na quarta-feira (30).

paridade 02 percentual estados 27.01a02.02

Preço nas bombas

De acordo com a ANP, entre 27 de janeiro e 2 de fevereiro, o preço do etanol nos postos aumentou em 10 estados, diminuiu em 14 e no DF, manteve-se no Mato Grosso do Sul e não foi registrado no Amapá.

Já a gasolina registrou altas apenas em Goiás e Tocantins, com baixas nos demais estados.

Mesmo com as variações nos preços observadas nos últimos meses, o biocombustível segue competitivo em São Paulo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais e Paraná.

paridade 03 comparativo estados 27.01a02.02

Em São Paulo, maior estado produtor de etanol do país, o valor médio de etanol nas bombas foi de R$ 2,592/l na semana analisada (-0,61%) – o mais baixo do país. Já a gasolina foi comercializada a R$ 4,004 (-0,20%). Com isso, a relação entre o preço dos combustíveis caiu para 64,7%, tornando o etanol ainda mais competitivo no estado.

Já Mato Grosso se manteve como o estado onde o etanol é o mais competitivo do país, com 59%. Nesse caso, o etanol foi comercializado a R$ 2,635/l, enquanto a gasolina era vendida a R$ 4,466/l.

Entre os grandes produtores de etanol do país, apenas Mato Grosso do Sul não possui um biocombustível vantajoso para o bolso do consumidor. No estado, o etanol custou, em média, R$ 3,324/l, e a gasolina, R$ 4,005/l. Dessa forma, a relação de preço foi de 83% – ou seja, 13 pontos percentuais acima do limite considerado favorável ao etanol.

paridade 04 tabela completa 27.01a02.02

Os preços do etanol e da gasolina por região, estado ou cidade desde 2001 estão disponíveis na planilha interativa (exclusivo para assinantes). Também estão disponíveis gráficos avançados e filtros interativos sobre o comportamento dos preços.

Usinas

Nas usinas, o preço do biocombustível caiu novamente em Goiás, Mato Grosso e São Paulo.

O Indicador Cepea/Esalq do etanol hidratado no estado paulista mostra que sua cotação reduziu 2,30%, chegando a R$ 1,5231/l.

Mato Grosso, por sua vez, teve uma queda de 2,5% na cotação do etanol hidratado em relação à última análise, com o etanol hidratado sendo comercializado pelas usinas a R$ 1,8719/l.

Já em Goiás, a cotação do etanol nas usinas caiu 2,9% entre as duas últimas análises. Entre 28 de janeiro e 1º de fevereiro, o combustível foi vendido, em média, a R$ 1,3007/l.

novaCana.com