BASF
Etanol: Preços

Preço nos postos: Após duas semanas, etanol volta a ganhar competitividade sobre a gasolina


novaCana.com - 14 ago 2017 - 11:29

paridade 01 mini tabela 06.08a12.08

Os destaques sobre o preço do etanol na semana de 6 a 12 de agosto:

  1. O preço do etanol combustíveis caiu nos postos de 14 estados e no DF, subiu em 10 estados e permaneceu igual em um

  2. Nas médias nacionais, o preço do hidrato recuou mais do que o valor de comercialização da gasolina

  3. O preço médio do etanol ganhou um pouco de competitividade e correspondeu a 69% do preço da gasolina

  4. Em três estados permanece vantajoso consumir etanol: São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso

  5. Em São Paulo, a cotação dos preços nas usinas continua em alta


De acordo com o levantamento semanal da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), entre os dias 6 e 12 de agosto, a variação dos preços do etanol hidratado ao consumidor resultou em uma leve recuperação na competitividade do renovável de cana em relação à gasolina.

Isso representa uma mudança no quadro em relação às duas semanas anteriores, quando o preço do etanol aumentou mais do que o do combustível fóssil. Dessa forma, o indicador de vantagem para o consumo de etanol havia recuado.

Na média nacional, o índice que estabelece a relação de preços entre o etanol e a gasolina fechou a semana em 69%. Na semana anterior, o indicador estava em 69,3%. Acrescenta-se ainda que na semana anterior à alta dos impostos PIS/Cofins, referente ao período de 16 a 22 de julho, o indicador chegou a 68,7%.

Assim, ao longo de todo o período, o indicador permaneceu abaixo da paridade energética comercialmente estabelecida em 70%, demonstrando vantagem de consumo para o etanol na média nacional.

paridade 02 percentual estados 06.08a12.08

Sobe e desce

Os resultados são estimulados pela maior queda percentual nos preços do etanol hidratado. Na última semana, o preço por litro do biocombustível na média nacional passou de R$ 2,608 para R$ 2,594 – uma queda de 0,54%. Já o preço da gasolina recuou apenas 0,13%, passando de R$ 3,763 por litro para R$ 3,758 o litro nas médias nacionais.

Já em relação ao número de estados, os preços do biocombustível de cana-de-açúcar caíram nos postos de 14 estados e no Distrito Federal. No intervalo, o etanol hidratado ainda apresentou alta em dez estados, além de estabilidade no estado de Roraima.

O preço da gasolina, por sua vez, registrou queda em 17 estados e no DF, enquanto outros sete registraram alta. Em Sergipe, a semana foi de estabilidade dos preços. Os números do Amapá não foram divulgados para ambos os combustíveis.

Em detalhe

Gráficos avançados e filtros interativos sobre o comportamento dos preços estão disponíveis aqui (exclusivo assinantes).

O evolutivo dos preços de todos os estados desde 2001 pode ser acessado aqui.

paridade 03 comparativo estados 06.08a12.08

Estados

Na última semana, em apenas três estados permaneceu vantajoso consumir etanol: São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso.

São Paulo

O estado apresentou recuo de 0,87% nos preços do biocombustível nos postos. O valor de venda do etanol ao consumidor no estado foi, em média, de R$ 2,39 na última semana.

A gasolina apresentou alta nas bombas de combustíveis no período (0,2%), sendo que o litro foi comercializado, em média, a R$ 3,54.

Dessa maneira, o índice que avalia a relação de preços entre os dois combustíveis recuou de 68,2% para 67,5%, refletindo ligeiro aumento da competividade do renovável de cana.

Mato Grosso

No Mato Grosso, a relação de preços entre a gasolina e o etanol se mantém vantajosa para o renovável, apesar do recuo do indicador que avalia o comparativo de preços. Na última semana, ele passou de 63,2% para 63,4%.

A variação é resultado da desvalorização de 1,71% da gasolina nos postos, frente a uma desvalorização de 1,44% do etanol hidratado.

Minas Gerais

O estado apresentou preços mais competitivos para o etanol pela segunda semana consecutiva. O preço do hidratado nos postos mineiros recuou 1,6%, sendo comercializado em média a R$ 2,645 por litro. A gasolina, por sua vez, registrou menor desvalorização, de 0,94%, e foi vendida a R$ 3,809.

O indicador que meda a vantagem do biocombustível para o consumidor passou, dessa maneira, de 69,9% para 69,4%.

paridade 04 tabela completa 06.08a12.08

Os preços do etanol e da gasolina por região, estado ou cidade desde 2001 estão disponíveis na planilha interativa (exclusivo para assinantes).

Usinas

As usinas do estado de São Paulo entregaram um etanol hidratado ainda mais caro na semana passada. Nas unidades produtoras paulistas a cotação do renovável registrou alta de 2,36%, de acordo com o indicador divulgado pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq) para o etanol hidratado. Essa é quinta semana consecutiva de alta nos preços, com uma valorização acumulada no período de 11,54%.

No Mato Grosso, depois de duas semanas de forte alta, os preços tiveram um leve recuo de 0,10% nas usinas.

Já as unidades de Goiás apresentaram a terceira semana consecutiva de alta. Com uma valorização de 1,12% na última semana, as usinas do estado acumulam alta de 9,11% nos preços.

Marina Gallucci – novaCana.com


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail