Etanol: Preços

Preço do etanol hidratado no Centro-Sul perde prêmio implícito sobre escassez de oferta

Aumento de restrições à circulação diminui drasticamente a demanda pelo renovável; curva de preços mostra que valor à vista está acima do esperado para o futuro


S&P Global Platts - 26 mar 2021 - 14:06

Por Phillip Herring*

As medidas de controle da disseminação da covid-19 adotadas em março causaram uma queda abrupta nos preços do etanol hidratado. O biocombustível, que registrava valores recordes no início do mês, perdeu o prêmio implícito causado por uma potencial insuficiência de oferta.

“Os preços do hidratado caíram drasticamente em um curto período de tempo por causa da menor probabilidade de escassez de oferta no início de abril e dos cortes no preço da gasolina recém instituídos pela Petrobras”, disse um trader de São Paulo. “Esperava-se que a demanda por etanol superasse a oferta em cerca de 350 milhões a 450 milhões de litros durante a segunda semana de abril, mas a possibilidade deste cenário acontecer diminuiu muito”.

Os preços do hidratado aumentaram entre 5 de fevereiro e 2 de março graças aos temores de uma carência de oferta no início de abril. A preocupação era causada pela perspectiva de um atraso de duas semanas no início da safra da cana-de-açúcar por conta de chuvas mal distribuídas no Centro-Sul entre setembro de 2020 e janeiro deste ano.

Em 24 de março, a S&P Global Platts avaliou o etanol hidratado do Centro-Sul em R$ 2.805/m³. O valor demonstra uma queda de 22%, ou R$ 790/m³, ante o valor registrado em 5 de março, R$ 3.595/m³. Até o momento, o preço do renovável subiu 13,3% no acumulado de 2021.

Leia a análise completa na versão para assinantes deste texto.

{viewonly=registered,special}Por Phillip Herring*

As medidas de controle da disseminação da covid-19 adotadas em março causaram uma queda abrupta nos preços do etanol hidratado. O biocombustível, que registrava valores recordes no início do mês, perdeu o prêmio implícito causado por uma potencial insuficiência de oferta.

“Os preços do hidratado caíram drasticamente em um curto período de tempo por causa da menor probabilidade de escassez de oferta no início de abril e dos cortes no preço da gasolina recém instituídos pela Petrobras”, disse um trader de São Paulo. “Esperava-se que a demanda por etanol superasse a oferta em cerca de 350 milhões a 450 milhões de litros durante a segunda semana de abril, mas a possibilidade deste cenário acontecer diminuiu muito”.

Os preços do hidratado aumentaram entre 5 de fevereiro e 2 de março graças aos temores de uma carência de oferta no início de abril. A preocupação era causada pela perspectiva de um atraso de duas semanas no início da safra da cana-de-açúcar por conta de chuvas mal distribuídas no Centro-Sul entre setembro de 2020 e janeiro deste ano.

Em 24 de março, a S&P Global Platts avaliou o etanol hidratado do Centro-Sul em R$ 2.805/m³. O valor demonstra uma queda de 22%, ou R$ 790/m³, ante o valor registrado em 5 de março, R$ 3.595/m³. Até o momento, o preço do renovável subiu 13,3% no acumulado de 2021.

platts 260321 preco

Nos últimos dias, São Paulo implementou restrições ao tráfego urbano para limitar a circulação e permaneceu na fase roxa do plano de combate ao coronavírus, o nível mais estrito para o estado. Nesta fase, funcionam apenas setores essenciais da economia, como farmácias, supermercados, postos de gasolina e transporte público.

Além disso, as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro planejaram um feriado de uma semana entre 26 de março e 4 de abril para tentar reduzir a disseminação da doença e as taxas de utilização das unidades de terapia intensiva (UTIs).

A projeção de uma redução no uso de veículos e a queda associada na demanda de etanol contribuíram para a diminuição de 22% no preço do hidratado.

“As vendas de etanol hidratado no Centro-Sul em março devem apresentar uma queda de 20% a 30% ante fevereiro”, disse um segundo trader de São Paulo. De acordo com ele, a comercialização era estimada em cerca de 1,6 bilhão de litros antes da implementação das medidas restritivas, mas agora deve ficar em torno de 1,1 bilhão a 1,3 bilhão de litros.

platts 260321 estoques

Com isso, as distribuidoras têm utilizado os estoques existentes de etanol para abastecer suas redes, em vez de fazer novas compras no mercado à vista. O objetivo é esperar até que haja uma maior clareza sobre como a demanda de curto prazo será afetada.

“A possibilidade de escassez na oferta de etanol hidratado está diminuindo por causa de regras rigorosas em todo o país. A queda na demanda deve permitir que os níveis de estoque permaneçam confortáveis antes do início da safra”, disse um terceiro trader de São Paulo.

Queda no preço da gasolina

Ontem, 25, a Petrobras aplicou uma redução de 3,99% no preço médio da gasolina nas refinarias. Considerando também a diminuição anunciada na semana anterior, a estatal reduziu o valor em 8,7% graças à fraqueza nos mercados internacionais de energia.

Os participantes do mercado usam as variações da gasolina para balizar os valores e a demanda do etanol. Os consumidores tendem a encher seus tanques com a opção renovável somente quando seu preço equivale a 70% ou menos ante o valor do seu concorrente fóssil. Assim, quaisquer mudanças no preço das refinarias podem alterar este delicado equilíbrio de valores.

A Petrobras, por sua vez, utiliza uma política de preços que inclui a análise do câmbio e de mercados internacionais de energia. O objetivo é garantir que os valores domésticos estejam em linha com os globais.

Assim, o preço de paridade de importação da gasolina é uma meta móvel e quaisquer grandes movimentos nos mercados internacionais de energia ou na taxa de câmbio serão acompanhados por uma variação equivalente do preço da Petrobras para o combustível.

platts 260321 gasolina

A Petrobras chegou a aumentar os valores nas refinarias em aproximadamente 53% em 2021. Isso gerou uma enorme pressão sobre os preços do etanol hidratado nos primeiros meses do ano, com uma ampliação na demanda em plena entressafra de cana-de-açúcar. A variação acumulada da gasolina em 2021 apresenta uma alta de 40%.

Preços futuros de etanol

Atualmente, a curva dos preços do etanol na Bolsa de Mercadorias e Futuros do Brasil está em estado de contango, quando o valor corrente de um contrato está acima do esperado do ativo no futuro; neste caso, a tendência é que ele caia até atingir o preço à vista. Além disso, quanto maior for a diferença entre os valores, menor é a demanda imediata por hidratado, acompanhando o aumento da oferta.

platts 260321 futuros

O cenário é justificado pela ampliação das restrições à circulação em todo o Brasil, que causaram uma queda na demanda de curto prazo e aliviaram os temores sobre uma escassez de oferta.

No início de fevereiro, o preço do hidratado para o contrato de vencimento mais próximo subiu muito mais do que os futuros de meses posteriores, levando a um retrocesso acentuado da curva futura do biocombustível.

Agora, o quadro de escassez de oferta, que levou o preço do etanol hidratado a crescer, foi removido. “Espera-se que a oferta no Centro-Sul cubra a demanda até o final de abril”, disse um trader do Rio de Janeiro.

* Phillip Herring é especialista de preços da S&P Global Platts

Com tradução NovaCana


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail