BASF
Etanol: Preços

Etanol hidratado sobe 1,33% e anidro avança 0,27% nas usinas paulistas


Agência Estado - 04 jan 2016 - 08:48

O preço do litro do etanol hidratado nas usinas paulistas encerrou 2015 em alta e subiu 1,33% esta semana. O litro variou de R$ 1,7031 para R$ 1,7258, de acordo com o indicador do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq) divulgado nesta quarta-feira, 30. Já o preço do anidro também teve alta, de 0,27%, e saiu de R$ 1,9473 para R$ 1,9526 o litro, em média.

De acordo com Mirian Bacchi, coordenadora da equipe de pesquisadores de etanol e açúcar do Cepea/Esalq, a semana foi marcada por poucos negócios, principalmente para o etanol anidro, misturado em até 27% na gasolina.

"Mesmo perdendo a competitividade para a gasolina, o etanol hidratado ainda teve negócios e, por outro lado, as usinas seguraram as vendas, o que sustentou o preço", disse.

Consumo e tributação podem sustentar recuperação do setor

Segundo o Cepea, mesmo com perspectivas de continuidade da crise econômica no País, o mercado de etanol espera cenário um pouco mais positivo em 2016. O consumo aquecido no correr de 2015 e os aumentos de preços no acumulado do ano podem representar o início, ainda que de forma gradativa, de uma retomada da rentabilidade do setor, que há alguns anos amarga custos de produção em alta e prejuízos financeiros.

Por outro lado, como há expectativa de crescimento no volume produzido, é preciso planejamento ao longo da safra para manter a cadeia sustentável. A possibilidade de aumento da Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico) incidente sobre a gasolina acima dos atuais R$ 0,10 por litro também é vista como reforço à competitividade do biocombustível (hidratado), que se mostrou vantajoso frente ao derivado fóssil nos postos durante praticamente todo o ano de 2015.

Do lado da oferta, usinas devem continuar priorizando a produção de etanol em detrimento do açúcar na safra 2016/17, que começa oficialmente em abril do ano que vem. Preliminarmente, a moagem de cana-de-açúcar em 2016/17 no Centro-Sul é estimada entre 615 milhões e 630 milhões de toneladas pela consultoria Agroconsult, o que representaria aumento de até 5% sobre o volume projetado para a temporada atual, de 600 milhões de toneladas.

Gustavo Porto
Com informações adicionais do Cepea e edição novaCana.com
Originalmente publicada em 30/12/2015


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail