Etanol: Preços

Consumo de combustíveis tem alta de 6,1% em 2012, segundo ANP


Folha.com - 28 fev 2013 - 15:20 - Última atualização em: 29 nov -1 - 20:53

Mesmo com a perspectiva de a economia brasileira crescer pouco mais de 1% em 2012, o consumo de combustíveis no país cresceu 6,1% no ano passado, informou a Agência Nacional de Petróleo (ANP).

Esse consumo, que atingiu 129,6 bilhões de litros em 2012, inclui gasolina, etanol, óleo diesel, biodiesel, gás de botijão, querosene de aviação e óleo combustível. A gasolina foi o produto que apresentou maior variação positiva no período e o etanol, o único que teve queda.

A gasolina teve alta de 11,9%, ao atingir 39,6 bilhões de litros em 2012. O diretor da ANP, Florival Carvalho, explicou que o crescimento pode ter sido causado pelo incentivo que o governo federal deu às compras de carro ao longo do ano passado.

Além disso, explicou, o movimento de aumento de renda da população e as baixas taxas de desemprego registradas em 2011 podem também ter contribuído para o resultado favorável. Essa última razão, inclusive, pode explicar a maior parte dos crescimentos de combustíveis verificados em 2012.

"Os números falam por si só. O setor que cresce em torno de 6% ao ano mostra um vigor e mostra também que o setor de petróleo e gás tem ajudado no desenvolvimento do Brasil, a partir do ponto que está garantindo o abastecimento nacional", disse Carvalho.

ETANOL
O etanol teve redução nos dois tipos de produto, no hidratado, que é o que vai direto no tanque dos veículos, e no anidro, que é o utilizado na mistura da gasolina.

O etanol hidratado teve queda de 9,6% em 2012, ao registrar consumo de 9,850 bilhões de litros. A ANP não divulgou os valores absolutos do consumo do etanol anidro. A agência informou apenas queda de 0,2%. A soma dos dois tipos do produto teve redução de consumo de 5,6%, ao ficar em 17,790 bilhões de litros.

Segundo Carvalho, o motivo para queda do etanol hidratado foi basicamente o preço. O anidro, por sua vez, sofreu em 2012 por conta da mudança estipulada pelo governo em outubro de 2011, que exigiu redução de 25% para 20% a quantidade de álcool na mistura da gasolina.

O governo autorizou no início deste ano o retorno do percentual para 25% e segundo Carvalho, o consumo pode voltar a ter alta.

O consumo de óleo diesel subiu 7% em 2012, para 55,900 bilhões de litros. Segundo a ANP, a mesma variação foi verificada no biodiesel, que atingiu 2,762 bilhões de litros.

Com relação ao consumo do GLP (Gás Liquefeito de Petróleo), que é o gás de botijão, houve crescimento de 0,5% no ano, para 12,926 bilhões de litros.

Combustível dos aviões, o QAV (querosene de aviação) teve alta de 4,8%, ao atingir 7,292 bilhões de litros em 2012. O óleo combustível, utilizado basicamente pelas indústrias, teve alta de 7,1% a 3,934 bilhões de litros.

LUCAS VETTORAZZO


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail