Etanol: Preços

[Cepea] Chuva interrompe moagem e mantém cotações de etanol em alta


Agência Estado - 07 jun 2016 - 10:34

Os preços dos etanóis seguem em alta no mercado paulista. Para o hidratado, o aumento observado na semana passada foi o quinto consecutivo e para o anidro, o quarto seguido. A colheita de cana e as atividades de moagem foram interrompidas em diversas regiões do estado de São Paulo na última semana, em decorrência das fortes chuvas. Parte das usinas não entrou no mercado, visto que não tinha produto para ofertar. Já as unidades ativas disponibilizaram o volume produzido em semanas anteriores. Do lado da demanda, distribuidoras estiveram ativas nas compras do etanol, visando abastecer seus estoques e evitar pagar preços ainda maiores nas próximas semanas.

Entre 30 de maio e 3 de junho, o Indicador Cepea/Esalq do hidratado fechou a R$ 1,5334/litro (sem impostos, a retirar), alta de 2,6% frente ao da semana anterior. O Indicador diário do hidratado ESALQ/BM&FBovespa posto Paulínia fechou a R$ 1.476,50/m3 na sexta-feira, 3, aumento de 3,7% na comparação com a sexta anterior. Os preços dos etanóis em alta em São Paulo abriram espaço para que usinas de Mato Grosso do Sul e de Goiás entrassem no mercado paulista.

O volume de etanol anidro negociado foi baixo. Ainda assim, o Indicador semanal Cepea/Esalq do anidro combustível fechou a R$ 1,7007/litro (sem impostos, a retirar), elevação de 5,1% em relação à semana anterior.

Segundo dados da União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Unica), na primeira quinzena de maio, 39,49 milhões de toneladas de cana foram processadas. Foram produzidos aproximadamente 1,62 bilhão de litros de etanol, dos quais 651,8 milhões foram de anidro e 964,7 milhões, de hidratado. De açúcar, foram produzidas 2,06 milhões de toneladas.

Segundo cálculos do Cepea, o açúcar cristal remunerou 54% a mais que o anidro e 60% a mais que o hidratado no estado de São Paulo na última semana. Entre os etanóis, o anidro remunerou 4% a mais que o hidratado. O preço médio do etanol anidro que seria equivalente ao do açúcar cristal foi calculado em R$ 2,6128/litro (sem impostos). Para obter equiparação com o açúcar, o hidratado precisaria ter tido média de R$ 2,4557/litro (sem impostos). O preço do etanol hidratado que seria equivalente ao do anidro teria que ser de R$ 1,6003/litro (sem impostos).

Na Bolsa de Chicago (CME/CBOT), o contrato de etanol anidro combustível desnaturado (primeiro vencimento – Junho/16) subiu 1,08% entre as duas últimas sextas-feiras, com média semanal de US$ 1.663,75/galão (US$ 439,56/m³). Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o contrato futuro de crude oil com vencimento em Julho/16 teve média de US$ 49,00/barril na semana, queda de 1,44% na comparação entre as duas últimas sextas-feiras.

 


PUBLICIDADE BASF_NOV_INTERNAS BASF_NOV_INTERNAS

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x