Etanol: Importação

Mesmo em mês mais curto, fevereiro não deverá inibir importação de etanol


Money Times - 13 fev 2020 - 15:00 - Última atualização em: 17 fev 2020 - 07:28

Até segunda (10), com apenas cinco dias úteis de fevereiro, o Brasil já havia importado cerca de 100 milhões de litros de etanol anidro, com praticamente todo o volume vindo dos Estados Unidos. É bem possível que neste mês, em 18 dias úteis, a entrada supere todo o mês de janeiro. No total, foram trazidos 177 milhões de litros no mês passado.

Com a cota livre de taxas aumentada pelo Brasil em setembro – de 600 milhões para 750 milhões de litros – o biocombustível de milho americano pode crescer em participação de agora em diante, com os importadores se beneficiando do final da safra do Nordeste. A previsão de produção para a região, somada à do Norte, é de 2,3 bilhões de litros.

Do volume desembarcado no Brasil nos primeiros dias do mês, de acordo com dados compilados pela SCA Trading, pelo porto pernambucano de Suape entraram 26,2 milhões de litros. Na sequência, vem Fortaleza com 21,5 milhões de litros, São Luís com 19 milhões de litros e Belém, como 11,3 milhões de litros.

A taxa de 20% cobrada sobre o que exceder a cota permitida sem imposto de importação é absorvida pelas distribuidoras e usinas compradoras. Em 2019, apesar do recuo das importações sobre 2018, foram adquiridos 1,457 bilhão de litros.

Em dezembro, houve um salto das aquisições internacionais de etanol pelo Brasil para 184,9 milhões de litros, praticamente três vezes superior a novembro, segundo dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis.

Giovanni Lorenzon


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail