PUBLICIDADE
BN novacana 1300x150
Etanol: Mercado: Gasolina

Para Unica, decisão da Petrobras sobre preços de combustíveis foi empresarial


Agência Estado - 10 nov 2016 - 08:15

A União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica) disse que a decisão da Petrobras de cortar mais uma vez os preços da gasolina e do diesel nas refinarias reflete o novo momento da empresa. "Está baseada em uma racionalidade econômica empresarial e com menos interferência do governo sobre preços, garantindo maior previsibilidade do mercado de combustíveis brasileiro", disse em nota enviada ao Broadcast Agro, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado. A entidade avaliou que não é possível saber se essa redução chegará ao consumidor final.

"O valor anunciado, ou seja, o preço de venda na refinaria, representa cerca de 40% do preço de bomba. As outras variáveis são as margens das distribuidoras e das revendas, o imposto cobrado e o preço do etanol anidro. Por esse motivo, a Unica esclarece que os movimentos de preços do etanol anidro, que compõe 27% da gasolina, não são os principais motivos pela redução ou não do preço da gasolina nos postos", afirmou a associação.

A referência ao anidro deve-se ao primeiro corte nos combustíveis pela Petrobras, anunciado em outubro. Na ocasião, o valor da gasolina não cedeu nos postos, chegando a avançar em 11 Estados. À época, creditou-se às cotações firmes do anidro a sustentação da gasolina nas bombas.

Por fim, a Unica disse esperar que o consumidor se beneficie também com baixos preços do diesel, "o que poderá reduzir os custos de produção de cana-de-açúcar, açúcar e etanol, compensando a perda de competitividade do biocombustível".

José Roberto Gomes


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
Card image


x