Etanol: Mercado: Gasolina

[Atualizado] Produtores pedem ao governo 27,5% de etanol na gasolina


NovaCana - 04 fev 2014 - 15:12 - Última atualização em: 07 fev 2014 - 09:16

O colunista Ancelmo Góis, que possui uma coluna diária no jornal O Globo, publicou hoje (04) que o setor produtivo da cana-de-açúcar fará uma proposta ao governo para "um novo aumento do teor de etanol na gasolina: dos atuais 25% para 27,5%, a partir de maio. A turma diz que a safra 2014, que começa em abril, vai garantir o fornecimento com sobra."

A nota termina dizendo que "a medida também ajudaria a Petrobras, que sofre com a importação de gasolina, cujo preço não é totalmente repassado ao consumidor."

A proposta evita que o debate volte a se concentrar no pedido por reajuste no preço da gasolina. Com as eleições se aproximando, e a posição clara da campanha de Dilma Rousseff de mostrar segurança no controle da inflação, uma proposta de reajuste de preço da gasolina estaria na contramão dos planos eleitorais do atual governo. Este também é o momento onde as campanhas dos presidenciáveis iniciam a arrecadação financeira.

No entanto, o CEO da Odebrecht seguiu com a estratégia de atacar o preço da gasolina e aproveitou ontem o palco da Conferência de Investimentos da América Latina para fazer fortes críticas à eliminação da Cide na gasolina. E polemizou: "Os investimentos só vão voltar quando Cide tiver peso de 50 centavos no litro da gasolina".

Atualização (07.02):

O Valor Econômico confirmou que a proposta foi feita esta semana para o governo e que a ideia está sendo bem avaliada pelo Ministério da Fazenda.

O grande entrave está na possibilidade dessa nova mistura trazer problemas aos carros movidos exclusivamente à gasolina. "Um especialista da indústria automotiva que preferiu manter anonimato afirma que qualquer veículo que não seja flex fuel - tanto carro novo quanto antigo - terá algum tipo de problema para rodar com mais de 25% de anidro na gasolina", informou o jornal.

Segundo a FG/Agro, o aumento da mistura representaria um crescimento da demanda de 1 bilhão de litros por ano. Veja mais detalhes sobre as perspectivas com o aumento da mistura na reportagem do Valor Econômico.

novaCana.com

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail