Etanol: Mercado: Gasolina

Porsche inicia construção de primeira fábrica comercial de gasolina sem petróleo


UOL - 14 set 2021 - 11:27
Fábrica comercial de gasolina sem petróleo da Porsche no Chile

Em uma união com a Siemens Energy, a Porsche anunciou a construção de sua primeira fábrica para a produção de um combustível quase neutro em carbono, conhecido como eFuel ou gasolina sintética. A estrutura está localizada em Punta Arenas, Chile, e sua inauguração ocorreu na última sexta-feira, 10.

O local deverá produzir cerca de 130 mil litros de eFuel em 2022. A capacidade será expandida em duas etapas para cerca de 55 milhões de litros até 2024 e aproximadamente 550 milhões de litros até 2026. Para a produção local, as licenças ambientais necessárias foram obtidas pela empresa chilena de projetos Highly Innovative Fuels.

Chamado de Haru Oni, o projeto aproveita as condições climáticas perfeitas para a energia eólica na província de Magallanes, no sul do Chile, para produzir o combustível virtualmente neutro em carbono, usando energia eólica verde de baixo custo.

Na primeira etapa, os eletrolisadores dividem a água em oxigênio e hidrogênio verde usando a energia eólica. O CO2 é então filtrado do ar e combinado com o hidrogênio verde para produzir metanol sintético – que é convertido em eFuel. Tudo isso sem usar petróleo como matéria-prima.

“Estamos desenvolvendo e abrindo em conjunto a primeira planta integrada comercial em grande escala do mundo para a produção de combustíveis sintéticos neutros em carbono”, disse o diretor novos negócios de energia da Siemens Energy, Armin Schnettler.

“Agora, no sul do Chile, estamos implementando um dos projetos mais interessantes do setor de energia para o futuro e impulsionando a descarbonização do setor de mobilidade. Isso significa que estamos fazendo uma contribuição importante e rapidamente eficaz para reduzir as emissões de dióxido de carbono no setor de tráfego e transporte”, completa.

A Porsche iniciou o projeto e garante que usará o eFuel em seus próprios veículos com motor de combustão.

O membro do conselho executivo de pesquisa e desenvolvimento da Porsche AG, Michael Steiner, disse: “Isso se encaixa em nossa estratégia de sustentabilidade geral clara. Significa que a Porsche como um todo pode ser neutra em termos de CO2 líquido já em 2030. Os combustíveis produzidos com energia renovável podem contribuir para isso”.

“Nosso ícone, o 911, é particularmente adequado para o uso de eFuels. Mas o mesmo acontece com os nossos veículos históricos tão queridos, porque cerca de 70% de todos os carros esportivos Porsche já construídos ainda estão na estrada hoje”, segue e completa: “Nossos testes com combustíveis renováveis estão tendo muito sucesso. Os eFuels permitirão reduzir as emissões de CO2 fóssil em motores de combustão em até 90%. Entre outras coisas, usaremos o primeiro combustível do Chile em nossos carros de corrida na Porsche Mobil 1 Supercup de 2022”.

A produção deverá se iniciar no meio de 2022. Além da Siemens Energy, da HIF e da Porsche, outras empresas como Enel, ExxonMobil, Gasco e ENAP estão participando do projeto Haru Oni.