PUBLICIDADE
BN novacana 1300x150
Etanol: Mercado: Gasolina

Governo agora debate quando dar o reajuste


Folha de S. Paulo - 29 nov 2013 - 10:33 - Última atualização em: 29 nov -1 - 20:53

Com a decisão de enterrar o reajuste automático da gasolina nos moldes defendidos pela Petrobras, setores do governo passaram a defender um aumento dos combustíveis já na próxima segunda, primeiro dia útil após a reunião do conselho da companhia marcada para hoje.

A estatal conta com um aumento de cerca de 6% para gasolina e de 10% para o diesel e pressiona para que ele seja concedido imediatamente.

A Fazenda, porém, preferiria que o reajuste ocorresse após 6 de dezembro, quando será divulgado o IPCA (índice oficial de inflação) de novembro.

Na avaliação de técnicos, de posse do resultado oficial do IPCA, seria possível calcular o tamanho do reajuste para evitar que a inflação, no final do ano, fique acima da registrada em 2012 --de 5,84%.

A Petrobras defende que o governo crie também um mecanismo para orientar os reajustes de preços dos combustíveis durante o próximo ano. Para convencer o governo, diz que ele poderia ser adotado contando com a palavra final do governo a cada decisão de aumento.

Natuza Nery e Valdo Cruz


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
Card image


x