Etanol: Mercado: Gasolina

Ex-diretor da ANP pede preço real para gasolina


Brasil Econômico - 01 mar 2013 - 11:07 - Última atualização em: 29 nov -1 - 20:53
david zylberstajn ex-diretor da ANP
O ex-diretor da Agência Nacional do Petróleo e sócio-diretor da DZ Negócios com Energia, David Zylberstajn, criticou a forma como o governo lida com a questão do combustível e como isso penaliza a Petrobras. Para ele, estímulos ao setor automobilístico com crédito e desoneração e o subsídio à gasolina são venenos que minam a saúde financeira da estatal.

"Quando o governo resolveu por desígnios próprios estimular o setor automobilístico, incentivando o crédito na desoneração e ao mesmo tempo subsidiou a gasolina, houve uma explosão no consumo de gasolina. E no caso do combustível alternativo houve um desestímulo ao uso do etanol. Se você pega os indicadores de crescimento de gasolina comparado ao crescimento do PIB é uma coisa absurda o que aconteceu", disse Zylberstajn, em entrevista ao Brasil Econômico.

Para ele, a Petrobras, além dos problemas na produção, já anunciados pela própria presidente Graça Foster, amarga a equação complicada de vender o combustível a um preço menor.

"A questão é aritmética, não tem muito o que discutir. E isso para uma empresa é dramático. Dívida não mata uma empresa. O que mata uma empresa é fluxo de caixa. A Petrobras está sendo afetada na veia em sua capacidade de gerar caixa. Quando se mistura política com empresa, coisa boa não dá ", sentencia Zylberstajn.

Leia a entrevista na íntegra aqui.

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail