Etanol: Mercado: Futuro

Relatório da Fitch para investidores: 2014 será amargo para as usinas


NovaCana - 28 abr 2014 - 10:26

Uma das principais agências de classificação de risco revelou detalhes sobre a situação caótica que vivem algumas usinas brasileiras. Em relatório publicado na última sexta-feira (25) a Fitch Ratings fez uma avaliação marcante sobre o setor sucroenergético brasileiro e emitiu um alerta: é elevado o risco de inadimplência das companhias brasileiras de açúcar e etanol em 2014.

Pela combinação entre estruturas de capital fracas, fluxos de caixa livre apertados e difícil acesso ao mercado de capitais, somadas às baixas perspectivas gerais do setor, o documento define o cenário como "desafiador" em 2014.

Somou-se ao quadro já pouco promissor, após a Unica confirmar as perspectivas de quebra de safra, o horizonte de uma safra sem condições de recuperação para um setor já comprometido.

Esta situação sinaliza um movimento de deterioração do setor, já que, há pouco mais de um ano, a agência havia feito avaliação mais positiva, sugerindo um cenário de estabilidade.

Segundo a Fitch, a taxa de alavancagem líquida das companhias (medido pela relação entre dívida líquida e Ebitda, indicando o grau de endividamento de uma empresa) é de 5,4 vezes o caixa, enquanto em igual período do ano passado esse nível estava em 4,8 vezes.

Confira a seguir os detalhes do relatório sobre as perspectivas apresentadas para os investidores pela Fitch para o mercado das usinas de açúcar e etanol.


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR