Etanol: Exportação

Depois da Raízen, BP e Abengoa apostam em etanol de melaço para ganhar mercado na Califórnia


novaCana.com - 22 set 2015 - 11:54

Tecnologias ambientalmente vantajosas, como colheita mecanizada e exportação de energia, são financeiramente mais recompensadoras para as usinas brasileiras de cana-de-açúcar do que um leigo poderia inicialmente supor.

Considerado um dos mais importantes mercados internacionais para o etanol brasileiro, o estado norte-americano da Califórnia recebe, atualmente, o produto oriundo de 38 usinas do país, participantes de 18 grupos diferentes. Um dos mais importantes critérios nessa acirrada concorrência é justamente um índice que mede a intensidade de carbono (CI), regulado de acordo com normas do Conselho da Qualidade do Ar (Carb).

Com uma das legislações mais avançadas do mundo para combustíveis, o Padrão de Combustíveis de Baixo Carbono (LCFS, na sigla em inglês), o estado conta atualmente com seis enquadramentos possíveis para o etanol de cana-de-açúcar, mas novas classificações estão sendo analisadas.

Hoje, os CIs variam de acordo com o caráter ambientalmente correto da produção. Contudo, o Carb está estudando mudar a forma como analisa as rotas de produção do etanol brasileiro, eliminando os valores predefinidos. A ideia é que cada usina preencha uma tabela chamada Greet 2.0 e encontre seu valor único de CI – aspecto que se tornará ainda mais essencial na competitividade.

Antes mesmo dessa definição, três usinas brasileiras já estão tentando diminuir o valor de seus CIs. No ano passado a Raízen adotou uma estratégia similar, mas defendendo um CI muito inferior ao das atuais proponentes – e acabou sendo contestada por uma série de manifestações, incluindo uma de suas concorrentes brasileiras, a Odebrecht Agroindustrial.

O portal novaCana.com teve acesso aos documentos apresentados pelas usinas brasileiras ao Carb e detalha as propostas de cada uma para o etanol de melaço.


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR