Etanol: Exportação

Falta de capacidade das usinas brasileiras limitou espaço do etanol no mandato dos EUA


novaCana.com - 09 jun 2015 - 11:56

Uma potencial dificuldade dos produtores brasileiros para atender metas estabelecidas pelos Estados Unidos para a importação de etanol foi um dos principais argumentos oferecidos pela Agência de Proteção Ambiental norte-americana (EPA, na sigla em inglês) para justificar a proposta do total de combustíveis renováveis a serem utilizados naquele país dentro do Padrão de Combustíveis Renováveis (RFS, na sigla em inglês). A divulgação foi feita no dia 29 de maio, depois de anos de atrasos e especulações.

Em um documento de 121 páginas, que justifica a proposta, o órgão norte-americano reduz substancialmente as metas para o consumo de biocombustíveis avançados, categoria que inclui biocombustíveis celulósicos, biodiesel e o etanol de cana-de-açúcar brasileiro.

Veja a seguir o espaço que as usinas brasileiras devem ocupar este ano e em 2016, o principal concorrente do etanol brasileiro e as opiniões de alguns profissionais do setor sobre o novo mandato da EPA.


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR