BASF
Etanol: Exportação

Etanol para a Califórnia: os 17 parâmetros exigidos para as usinas que querem exportar


novaCana.com - 06 jul 2016 - 10:42 - Última atualização em: 02 mai 2019 - 15:11

Por meio de um programa que valoriza combustíveis com menores emissões de gases de efeito estufa, o governo do estado norte-americano da Califórnia garante uma vantagem competitiva para o etanol brasileiro de cana-de-açúcar. Contudo, historicamente, as usinas do país nunca conseguiram cumprir todo esse potencial.

Ainda assim, uma nova oportunidade surgiu com a mudança no texto do Padrão de Combustíveis de Baixa Emissão de Carbono (LCFS), aprovada ao final de 2015. Esse ano, 16 usinas brasileiras já conseguiram uma nova certificação para seus caminhos de produção ou uma recertificação de seus caminhos antigos, que tiveram a intensidade de carbono (CI) recalculada. Com isso, a maior parte delas ampliou sua vantagem em relação às usinas de etanol de milho – a exceção ficou a cargo do etanol celulósico da GranBio, que perdeu seu status de combustível mais limpo do mundo.

Para entender as exigências desse cadastro, conheça 17 parâmetros que são essenciais para as usinas de etanol de cana-de-açúcar.

exclusivo assinantes

O texto completo desta página
está disponível apenas aos assinantes do site

veja como é fácil e rápido assinar

ou