Etanol: Exportação

EPA finalmente divulga sua proposta para o total de etanol a ser misturado nos EUA


novaCana.com - 29 mai 2015 - 13:11

Foram anos de atrasos e incertezas até que a Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA, na sigla em inglês) finalmente estabelecesse o total de combustíveis renováveis a serem utilizados nos EUA dentro do Padrão de Combustíveis Renováveis (RFS, na sigla em inglês).

A decisão foi divulgada nesta sexta-feira (29) e, embora ainda seja uma proposta, praticamente define os mandatos de 2014, 2015 e 2016 (veja tabela com a proposta abaixo). 

RFS: Proposta da EPA para o consumo de etanol nos EUA

Os volumes propostos ficaram bem abaixo das metas previstas incialmente pelo congresso norte-americano: 20.5 bilhões de galões em 2015 e 22.5 bilhões de galões para 2016.

Apesar disso, os números divulgados hoje pela EPA são um pouco melhores para os combustíveis renováveis do que a proposta vazada no final de 2013. Na época a agência propôs para 2014 um total de 15,21 bilhões de galões contra os 15,93 de agora. Para os combustíveis avançados a agência sugeriu 2,2 bilhões de galões, já agora o volume foi definido em 2,68 bilhões de galões.

A decisão da EPA provocou maior insatisfação no setor produtivo de etanol e milho, que avaliou a decisão e concluiu que a EPA precisa “melhorar significativamente” sua proposta. Tom Buis, CEO do grupo Growth Energy disse que a EPA "simplesmente atendeu as demandas das grandes petroleiras". 

Já os produtores de biodiesel parecem ter ficado satisfeitos com o volume definido para o diesel de biomassa para 2015 e 2016. O setor classificou a proposta como um “passo na direção certa”.

Explicação

A EPA justificou sua decisão de reduzir os volumes definidos originalmente pelo congresso em razão de “limitações mundiais reais” de produção, consumo e infraestrutura. Na interpretação da EPA, a intenção do congresso americano era ter metas ambiciosas. O crescimento esperado e prazo dado seriam “extremamente difíceis de alcançar”, na visão da agência.

“Nós acreditamos que os volumes propostos fornecerão um forte incentivo para que os investimentos continuem e os biocombustíveis cresçam”, afirmou Janet McCabe, agente da EPA encarregada do RFS. “Mas nós precisamos reconhecer que problemas mundiais reais impedem o avanço dos biocombustíveis no mercado.”

A EPA ressaltou que sua proposta, “apesar de estar abaixo dos volumes estabelecidos pelo Congresso, aumentará o uso de combustíveis renováveis no país acima dos níveis históricos e propiciarão crescimento constante ao longo do tempo”. A agência divulgou os gráficos abaixo para ressaltar este argumento de crescimento:

Crescimento esperado para o etanol nos EUA

A proposta da EPA está aberta a comentários e será discutida em audiência pública no dia 25 de junho.

A decisão com os destaques está disponível aqui (.pdf em inglês).

novaCana.com