Etanol: Exportação

Califórnia propõe intensidade de carbono menor para etanol de cana brasileiro


novaCana.com - 09 abr 2015 - 10:02 - Última atualização em: 29 nov -1 - 20:53

Em meio a intensas discussões sobre o novo Padrão de Combustíveis de Baixo Carbono da Califórnia (LCFS, na sigla em inglês), um dos mercados mais atrativos para as exportações brasileiras de etanol, o Conselho da Qualidade do Ar (Carb) propôs oficialmente na semana passada mudanças que, se aprovadas, beneficiarão o biocombustível tupiniquim.

Numa etapa de negociação com usinas, entidades governamentais e indústria petroleira, o conselho discutiu novas propostas para a legislação, que visa reduzir a emissão de gases poluentes em 10% até 2020.

Segundo o Carb, os valores apresentados a seguir são o resultado de um novo modelo de cálculo da intensidade de carbono dos combustíveis e não simplesmente uma atualização do modelo até então em curso.

A proposta gerou críticas tanto das usinas brasileiras quanto dos fabricantes de etanol de milho.


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR



Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail