Etanol: Mercado

Consumo de etanol encerra 2017 com queda anual de 6,5% [30 gráficos sobre o mercado de combustíveis]

Apesar de queda na participação do biocombustível ao longo do ano, consumo se recuperou no último trimestre


novaCana.com - 01 fev 2018 - 14:02 - Última atualização em: 02 fev 2018 - 09:02

O mercado de combustíveis encerrou o ano de 2017 com um crescimento no volume consumido para o Ciclo Otto (menos GNV). No total, foram 53,8 bilhões de litros – um acréscimo de 0,87% em relação ao total registrado no ano anterior. Esse também é o resultado mais alto já registrado.

Os dados sobre o consumo de gasolina e etanol (convertido em gasolina equivalente) são da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Especificamente no mês de dezembro de 2017, o consumo atingiu um volume de 4,92 bilhões de litros. Esse montante representa uma queda de 2,3% em relação ao consumido no mesmo mês de 2016, quando os brasileiros compraram 5,03 bilhões de litros de combustíveis.

Ao mesmo tempo, houve um avanço de 12,2% na comparação com novembro, seguindo uma curva de aumento de consumo comum para o período.

consumo 02 otto mensal nov17 block

consumo 01 otto acumulado nov17 block

Consumo anual de etanol

Apesar do volume recorde no consumo total de combustíveis, o etanol registrou uma queda de 6,47% no ano de 2017. O consumo do biocombustível de cana-de-açúcar entre janeiro e dezembro foi 13,64 bilhões de litros – frente à demanda de 14,59 bilhões de litros no ano anterior. A queda se deve principalmente à fraca participação de mercado do combustível renovável, vista especialmente no primeiro semestre do ano.

Considerando as demandas por unidade da federação, a maior parte do biocombustível é consumida em São Paulo. Em dezembro foram 763 milhões de litros, somando 7,69 bilhões no acumulado de 2017. Em comparação com o total consumido em 2016, a queda foi ainda mais acentuada que a da média nacional, chegando a 8%.

Entre os demais estados produtores de cana-de-açúcar, Paraná e Goiás também registraram uma queda no consumo em relação a 2016: 14,3% e 3,5%, respectivamente. Já Mato Grosso e Minas Gerais tiveram um crescimento anual, nesse caso de 12,4% e 1,5%.

consumo 04 hidratado anual nov17 block

Consumo mensal de etanol

Por sua vez, o montante de etanol consumido nacionalmente apenas em dezembro de 2017 foi de 1,50 bilhão de litros. Isso representa um aumento de 30,9% em comparação com o mesmo mês do ano anterior.

Apesar do crescimento, é preciso notar que a demanda sofreu uma grande queda a partir de outubro de 2016 e voltou a se recuperar apenas a partir de agosto de 2017. O consumo de etanol em dezembro de 2017, inclusive, está abaixo do 1,55 bilhão visto no mesmo período em 2015.

consumo 05 hidratado mensal nov17 block

Participação de mercado do etanol

Na comparação com o consumo nacional de gasolina, o etanol manteve uma participação de mercado praticamente estável em dezembro. No mês, o combustível correspondeu a 21,55% do consumo, contra 21,60% em novembro. Em dezembro de 2016, esse índice era de 16,08%.

Em São Paulo, onde o etanol apresentou uma relação competitiva de preço durante boa parte do mês, a preferência do consumidor alcançou 38,04%, ficando atrás de Goiás, com 41,8%.

consumo 06 preferencia consumidor nov17 block

Consumo de gasolina

Assim, apesar do aumento no volume de etanol consumido em dezembro, a participação de mercado quase estável em âmbito nacional demonstra que o consumo de gasolina cresceu proporcionalmente. Ou seja, ela passou de 3,43 bilhões de litros em novembro para 3,86 bilhões de litros em dezembro.

No acumulado do ano – ao contrário do que aconteceu com o etanol – o combustível fóssil também registrou crescimento: 2,63%. Nesse caso, o consumo de gasolina cresceu de 43,02 bilhões de litros em 2016 para 44,15 bilhões em 2017.

consumo 03 combustiveis evolucao nov17 block

novaCana DATA

Renata Bossle – novaCana.com

exclusivo assinantes

O texto completo desta página
está disponível apenas aos assinantes do site

veja como é fácil e rápido assinar