Etanol: Abastecimento

Com início de safra lento, Centro-Sul encerra abril com estoques de etanol 16,6% mais baixos

Volume armazenado pelas usinas do Centro-Sul era de 1,6 bilhão de litros em 1º de maio


NovaCana - 16 mai 2022 - 16:22

Embora o início da safra 2022/23 de cana-de-açúcar, tenha encontrado estoques de etanol mais altos em comparação com a posição registrada no mesmo período do ano anterior, o início lento da moagem no Centro-Sul mudou essa tendência. Nas duas primeiras quinzenas da nova temporada, o volume armazenado do biocombustível ficou abaixo do registrado um ano antes.

Segundo números divulgados na última quinta-feira, 12, pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a queda no comparativo anual foi de 16,6%, com as usinas do Centro-Sul armazenando 1,6 bilhão de litros em 1º de maio.

Na safra passada, o setor registrou uma queda ainda maior para o período, com estoques 34,6% mais baixos ante 1º de maio de 2020, quando o volume estocado era de 2,94 bilhões de litros. Contudo, os estoques estavam acima da média no início de 2020/21, após uma temporada de produção recorde do biocombustível e da quebra de demanda causada pela pandemia de covid-19.

Agora, o volume nos tanques de etanol aumentou ante a quinzena anterior, uma curva esperada no início de safra, indo de 1,51 bilhão para 1,6 bilhão de litros (+5,8%). Na safra anterior, o crescimento no mesmo comparativo foi de 7,8%.

O crescimento mais lento acompanha um contexto de menor produção quinzenal e de perda de mercado do etanol hidratado em relação à gasolina.

etanol 01 total block 160522

Em São Paulo – maior consumidor de combustíveis do país e maior produtor de etanol – a queda no volume de etanol estocado foi de 16,2% no comparativo anual, indo de 1,08 bilhão de litros para 904 milhões de litros.

Já Goiás e Minas Gerais registraram um crescimento de 25,4% e 5%, respectivamente. No primeiro estado, o volume foi de 225 milhões de litros para 282 milhões de litros. Já no estado mineiro, ele passou de 135 milhões para 142 milhões de litros.

etanol 04 total estados block 160522

Hidratado e anidro

Levando em consideração o tipo de etanol, a queda na armazenagem de anidro foi maior, 23,3%, com o volume em 1º de maio ficando em 489,82 milhões de litros – o volume registrado há um ano era 683,8 milhões. Neste caso, também houve redução de 27% ante 16 de abril, contrariando a tendência geral.

Por sua vez, os estoques de hidratado registraram uma retração menor, de 13,3% no comparativo anual, indo de 1,28 bilhão de litros para 1,12 bilhão de litros. Já em relação à quinzena anterior, houve um crescimento de 31,9%.

Assim, os números demonstram uma preferência das usinas pelo hidratado ante o anidro. No acumulado da safra, por exemplo, a produção de ambos registrou queda, mas a de anidro caiu 45,8% ante 2021/22, enquanto a de hidratado teve uma retração de 21,5%.

Em São Paulo, a queda dos estoques de hidratado foi de 14,4%, ficando em 628 milhões de litros. Já em relação à armazenagem de anidro, o estado registrou uma queda de 19,9% na comparação anual, com 277 milhões de litros em 1º de maio.

etanol 02 anidro block 160522

etanol 04 anidro estados block 160522

etanol 02 hidratado block 160522

etanol 04 hidratado estados block 160522

NovaCana DATA (exclusivo assinantes)

Lucas Vasconcelos – NovaCana


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR



PUBLICIDADE FMC_VERIMARK_INTERNO FMC_VERIMARK_INTERNO

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x