Etanol: Meio ambiente

Maior produtora de biocombustíveis dos EUA promete neutralidade de carbono até 2050


Reuters - 16 set 2021 - 12:21

A Poet, maior produtora de biocombustíveis dos Estados Unidos, disse nesta quarta-feira, 15, que está comprometida em zerar as emissões líquidas de carbono em suas instalações de bioprocessamento até 2050, tornando-se a mais recente empresa a prometer reduzir sua pegada de carbono para combater as mudanças climáticas.

A companhia, com sede em Sioux Falls, na Dakota do Sul, também disse que garantiria que seu etanol reduzisse as emissões de gases de efeito estufa em pelo menos 70% em comparação com a gasolina até 2030, ante cerca de 46% hoje. Refinarias e produtores de biocombustíveis lutam para que a matriz de combustível nos Estados Unidos, maior consumidor mundial de petróleo, seja menos prejudicial ao meio ambiente.

O efeito do etanol nas emissões de dióxido de carbono depende de como o combustível é feito e se seu efeito no uso da terra é considerado pela Administração de Informações de Energia dos EUA. O Departamento de Agricultura disse em julho que as emissões de gases de efeito estufa do etanol de milho são cerca de 39% mais baixas do que a gasolina em uma base de energia equivalente.

A Poet tem várias maneiras de atingir seus objetivos, incluindo o sequestro de carbono e o uso de biomassa e apreensão de metano para ajudar nas operações da usina, disse o presidente-executivo, Jeff Broin.

“Os carros que estão sendo produzidos e vendidos hoje ficarão na estrada por quase 20 anos”, disse Broin. “Teremos um volume significativo de gasolina para nossos veículos nas próximas décadas e, além disso, teremos combustível para caminhões, aeronaves, navios, os quais todos precisam ser de baixo carbono no futuro”.

De acordo com Broin, os governos precisam oferecer mais incentivos para ajudar as empresas a atingir as metas climáticas, como formas de estimular o setor a usar resíduos agrícolas para geração de energia.

A Poet opera 33 instalações em oito estados norte-americanos. Em plena capacidade, ela produz 11,4 bilhões de litros de etanol, 6,4 milhões de toneladas de grãos secos de destilaria e 442,2 mil toneladas de óleo de milho anualmente.

Stephanie Kelly

Tags: CO2 EUA POET

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

Card image


x