Distribuidoras

Shell tem queda de 33% no lucro e prevê cortar 6,5 mil funcionários

Companhia vai diminuir investimentos e reduzir custos na operação para, como informou ao mercado, se preparar para uma baixa prolongada nos preços do petróleo


O Estado de S. Paulo - 31 jul 2015 - 12:08

A Royal Dutch Shell anunciou nesta quinta-feira, 30, que teve lucro com base nos custos de suprimentos de US$ 3,4 bilhões no segundo trimestre de 2015, representando queda de 33% em relação ao ganho de US$ 5,1 bilhões verificado no mesmo período do ano passado.

Essa medida de lucro é semelhante ao lucro/prejuízo líquido divulgado por petrolíferas norte-americanas. A receita no trimestre foi de US$ 72,4 bilhões.

No balanço trimestral, a Shell também indicou que está se preparando para uma baixa prolongada nos preços do petróleo e anunciou planos de reduzir seus custos operacionais em US$ 4 bilhões este ano, além de cortar 6.500 empregos e diminuir os investimentos de capital em 20%.

Apesar disso, a Shell manteve o compromisso de cumprir seu programa de dividendos, confirmando pagamento de US$ 1,88 por ação em 2015 e de um valor que será pelo menos igual a esse no ano que vem.

Com informações da Dow Jones Newswires


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail