Carros

Com R$ 100 milhões e foco nos motores flex, Hyundai começa construção de centro de pesquisa


Agências - 25 jul 2015 - 11:28 - Última atualização em: 25 jul 2015 - 13:29

A montadora sul-coreana Hyundai pretende desenvolver motores com tecnologia flex em seu novo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), com sede em Piracicaba (SP). O anúncio foi feito pela empresa na sexta-feira (24), durante o lançamento da pedra fundamental do empreendimento, que contou com a presença do ministro do Trabalho, Manoel Dias. O projeto terá investimento de R$ 100 milhões e deve entrar em funcionamento até o 2º semestre de 2016.

De acordo com a fabricante, o novo Centro de Pesquisa vai priorizar tecnologias voltadas ao mercado brasileiro, amplamente dominada pelo motor flex. O objetivo inicial será o desenvolvimento dos motores flex (bicombustível). Atualmente, os veículos brasileiros da marca já contam com o motor que pode ser usado com etanol e gasolina, mas é importado. A Hyundai fabrica o motor flex na Coreia do Sul e importa para o Brasil. Com o empreendimento, a ideia é que ele seja produzido no país.

O investimento também está em linha com as cobranças por maior eficiência dos motores impostas pelo governo a todas as montadoras no regime automotivo, conhecido como Inovar-Auto.

Lançamento da pedra fundamental do centro de pesquisa da Hyundai para carros flex

O Centro de P&D será o primeiro da montadora na Améria Latina e o quinto no mundo, somando-se a Coreia do Sul, sede do grupo, Estados Unidos, Japão e Alemanha. A instituição de pesquisa será composta por 50 engenheiros e terá laboratórios para teste de desempenho e durabilidade de motores, redução de emissões e melhoria da eficiência energética e da partida de motores em baixas temperaturas, crítico para combustíveis como o etanol.

O Centro de Pesquisa e Desenvolvimento tem o apoio do com o governo federal e com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil). "Essas parcerias são fundamentais para o crescimento da Hyundai no Brasil", disse o presidente da unidade em Piracicaba, Willian Lee.

Com texto do G1, Valor Econômico e assessoria da Hyundai e Apex


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail