Décio Gazzoni

A evolução dos biocombustíveis


novaCana.com - 27 ago 2013 - 09:20 - Última atualização em: 27 ago 2013 - 12:04

Por Décio Gazzoni

Há uns 30 anos, havia um biocombustível e uma matéria prima: bioetanol e cana-de-açúcar. Então os americanos resolveram produzir bioetanol de milho e os europeus de beterraba. Depois de trigo e cevada. Na sequência veio o biodiesel de óleos vegetais, seguido pelo uso de gorduras animais. Mais recentemente a pauta mudou para bioetanol celulósico, biobutanol, diesel vegetal, biogasolina, bioquerosene e por aí afora. Que bom que assim seja, mostra o dinamismo do setor, a aceitação pelo mercado, as oportunidades que se multiplicam.

No entanto, há uma ameaça embutida:


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR


Tags: novaCana.com