Marcos Fava Neves

Será que faltará cana?


- 29 jul 2014 - 15:22 - Última atualização em: 01 jun 2015 - 18:17

Por Marcos Fava Neves

Cana

Foram renovadas as linhas do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para o setor a destacar o Prorenova (ampliação e renovação de canaviais) e o PASS (financiamento a estocagem). O total de recursos está próximo a R$ 5 bilhões. Os limites aumentaram.

Começamos a vislumbrar um cenário de falta de cana. As estimativas são todas de quebra de safra, e os números só aumentam. Por outro lado, a UNICA (União da Indústria de Cana-de-açúcar) relata que em junho de 2014, quando comparado a junho de 2013, a moagem foi 31,5% maior. Desde o começo desta safra a moagem já é de 202,94 mi. t., quase 11% a mais que 2013. Produziu-se 15,5% mais açúcar e 10,08% a mais de etanol. Isto tudo... com menos cana...

Açúcar

Nossas exportações em junho cresceram em relação a maio em 26%, mas foram menores que maio de 2013 em 15%. No acumulado de 2014, primeiro semestre todo, o Brasil exportou 10,10 milhões de t, 14% a menos que em 2013, e os valores foram de US$ 3,967 bilhões 27% menores, refletindo o mau momento do mercado internacional.

A Datagro estimou em 32,3 mi t. a produção de açúcar no Brasil na atual safra, 5,8% ou 2 mi t. menores que no ciclo anterior. Cortou também a estimativa de safra para 560 mi. t, contra 596 mi. t. em 2013/14. Estimou o déficit mundial em 2,46 mi t.

Segundo a Kingsman, após o excedente global de 4,8 milhões de toneladas no ciclo outubro/setembro (13/14), estima para este novo ciclo um déficit de 2,1 milhões de toneladas.  Devemos observar o comportamento das monções na Índia, que pode trazer uma variação de 1 mi t. nas 25 mi t. Esperadas para o ciclo 14/15. Vale ressaltar que o setor de açúcar na Índia, face a todas as dificuldades de preços encontra-se altamente endividado.

Segundo apuração do Valor e divulgação do CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), foi aprovada a joint venture entre Cargill e Copersucar. As exportações conjuntas de açúcar chegarão a 15,6 mi t., representando quase 30% dos embarques mundiais.

Segundo a Archer Consulting, cerca de 70% do açúcar está fixado em 17,6 centavos de dólar por libra peso, o mesmo da safra passada, porém com USD mais favorável ao exportador.

Boa notícia é que a Rússia terá uma importação maior neste ano, e já reduziu as tarifas de importação, de US$ 205/t para US$ 171/t. Má notícia é uma previsão da Indian Sugar Mills Association de que a safra 14/15 na Índia pode ser até 4% maior que a 13/14, resultando em 25,3 milhões de toneladas.

Etanol

Oferta apertada deu sustentação aos preços do etanol na última semana de junho em cerca de R$ 1,24 nas Usinas.

A Ecofrotas, que gerencia uma frota de 700.000 carros no Brasil, conseguiu aprovar créditos de carbono pela substituição do uso da gasolina por etanol em uma pequena parte de seus carros. Está aberta a porta e aprovada a metodologia para ampliar o pedido. Conseguiram aprovar baseados nas diretivas da EPA nos EUA, onde o etanol reduz emissões de CO2 em 61% e a da União Europeia, em 71%.

Segundo a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), o consumo de combustíveis no Brasil considerando-se os últimos doze meses, cresceu 8,5%, indo para 54,35 bilhões de litros e o mix está em 41% com etanol e 59% com gasolina. Segundo a Archer, quase todo o volume adicional (4,28 bi l.) foi suprido com etanol.

Graças a um trabalho da UNICA e do Estado da Califórnia, foi preservada a parcela do etanol de cana e seu diferencial na Suprema Corte Americana. Vitória do setor.

Uma safra mais alcooleira interferiria nos preços do açúcar. Cada ponto de troca no Brasil pode representar cerca de 800 mil toneladas a menos no mercado internacional (Archer). Pena que não conseguimos fazer isto.

Enfim, meus caros, acho que preços melhores virão, consumo crescente com menos cana...

Agro

Em junho as exportações do agro tiveram melhora em relação a 2013. As exportações (US$ 9,61 bilhões) se comparadas com o mesmo período de 2013 (US$ 9,18 bi), aumentaram 4,7%. O saldo na balança do agro de junho foi de US$ 8,40 bi, um crescimento de 6,3% em relação a junho de 2013, graças também às importações brasileiras que diminuíram 3,8% no mês.

O valor exportado acumulado no ano (US$ 49,1 bilhões) por sua vez teve queda de 0,9% quando comparado com o mesmo período de 2013 (US$ 49,6 bilhões). O saldo positivo acumulado no ano foi de US$ 40,8 bilhões (1,2% menor que o mesmo período em 2013).

Os demais produtos brasileiros fora do agro tiveram uma expressiva e preocupante queda de 9,2% nas exportações (US$ 11,9 bi em 2013, para US$ 10,8 bi em 2014), o que levou a participação do agronegócio nas exportações alcançar incríveis 47% em relação as exportações totais do Brasil, ou seja, o agro foi responsável em mais um mês por quase metade de tudo que o Brasil exportou.
---

Haja Limão

A Presidente disse que só faltou a vitória do Brasil para que esta Copa do Mundo fosse perfeita. Me permitam discordar...

1 - Copa mal planejada, tivemos sete anos para organizar;

2 - Obras das arenas absolutamente superfaturadas;

3 - Algumas cidades sede mal-escolhidas, com critérios políticos (não entendo Goiânia, com dois times de grande torcida e um estádio velho, e Floripa, com três times, e praticamente sem estádio terem ficado de fora);

4 - Quatro arenas ficarão às traças;

5 - Praticamente nenhum aeroporto ficou pronto, exceto o terminal de Brasília, aquele que inundou;

6 - Operários, diversos, morreram na correria das obras;

7 - Casos de estrangeiros que morreram, assassinados (me lembro agora do jornalista argentino). Muitos foram roubados;

8 - Hotéis e Cias Aéreas, entre outros, enfiaram a faca nos visitantes;

9 - Das obras de mobilidade urbana, VLTs, trens, qual realmente ficou pronta ou qual foi feita?

10 - Figura presidencial vaiada solenemente toda vez que apareceu...

11 - Empresas praticamente pararam neste mês para dar lugar à festa;

12 - Sim, o povo brasileiro recebeu e encantou os estrangeiros. Os brasileiros esgotaram os ingressos, os times deram shows de bola, e a organização dos eventos dos jogos e das FanFests, a cargo da FIFA, foi show. Portanto, parabéns ao povo do Brasil. Gente, o Brasil precisa cair na real. O Governo precisa cair na real.

Homenagem do mês: este mês a homenagem vai para uma trinca de professores de ouro que temos no agro do Brasil: Mario Batalha, Andrea Lago da Silva e Rosane Alcântara, da UFSCar. Grandes estudos em cadeias produtivas realizados em muitos anos de árduo trabalho.

Marcos Fava Neves é Professor Titular da FEA/USP, Campus de Ribeirão Preto. Em 2013 foi Professor Visitante Internacional da Purdue University (EUA)