PUBLICIDADE
BN novacana 1300x150
Cogeração de energia

Usina do grupo Melhoramentos irá investir em cogeração de eletricidade

Nova Londrina recebeu autorização da Aneel para implantar termelétrica movida a biomassa de cana-de-açúcar


NovaCana - 01 jun 2021 - 08:16

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou o grupo Melhoramentos a implantar e explorar uma usina termelétrica movida a biomassa de cana-de-açúcar em sua unidade de Nova Londrina, localizada no município paranaense de mesmo nome. A resolução foi publicada no Diário Oficial da União da última quinta-feira, 27.

Segundo o documento, a potência instalada de 7,6 megawatts será atingida por meio de três unidades geradoras, com 1,2 MW, 2,4 MW e 4 MW. Entretanto, a potência líquida declarada – ou seja, descontando os consumos – deve ser de 3,6 MW.

Além disso, a Aneel fixou o prazo de três anos para o início da operação comercial, ou seja, até 27 de maio de 2024. “O descumprimento sujeitará o autorizado às sanções previstas em resolução normativa, ressalvados os casos de atraso decorrente de atos praticados pelo poder público, caso fortuito ou força maior”, alerta a agência.

A autorização também envolve a implantação e exploração de uma subestação junto à usina, com um transformador e uma linha de transmissão em circuito simples de, aproximadamente, 5 km de extensão. O objetivo é conectar a unidade à rede da Copel Distribuição.

A usina Nova Londrina deve receber um desconto de 50% nas tarifas de uso dos sistemas elétricos de transmissão e de distribuição.

O grupo Melhoramentos também controla a usina Jussara, localizada na cidade paranaense homônima. Esta segunda unidade já possui uma termelétrica, com potência de 40 MW.

Renata Bossle – NovaCana


Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
Card image


x