Cogeração de energia

Raízen inaugura usinas fotovoltaicas em Taquaritinga (SP) para fornecimento à Aegea

Juntas, as plantas fotovoltaicas possuem capacidade para gerar 200 MWh por mês e abastecerão parte do consumo de duas concessionárias da companhia no interior de São Paulo


Raízen - 21 set 2022 - 14:52
imae intro
Placas fotovoltaicas da Raízen em Taquaritinga (SP)

Em continuidade à parceria anunciada em março deste ano, a Raízen iniciou a operação de duas usinas fotovoltaicas na cidade de Taquaritinga (SP) para o fornecimento de energia renovável à Aegea Saneamento. As duas concessionárias atendidas pelo projeto são a Mirante e Águas de Matão, localizadas nas cidades de Piracicaba e Matão, no interior de São Paulo.

Juntas, as plantas ocupam uma área de aproximadamente 164 hectares e possuem 12 mil painéis para captação da luz solar, com capacidade para gerar 200 MWh de energia limpa por mês. De acordo com a Raízen, esse volume poderia abastecer o consumo mensal de cerca de 1,4 mil residências e evitar a emissão de 20 toneladas de carbono na atmosfera.

“Além da economia e previsibilidade de custos que o uso da energia renovável sabidamente proporciona, o acordo entre as empresas contribui significativamente para o compromisso da Aegea Saneamento com a sustentabilidade em suas unidades operacionais”, afirma a companhia, em nota.

Segundo o texto enviado à imprensa, a parceria da regional da Aegea com a Raízen segue o modelo de outras unidades do grupo, que possuem contratos similares com a Raízen e outros parceiros estratégicos, em operação ou em implantação nos estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Rio Grande de Sul, Espírito Santo, Amazonas, Piauí, Maranhão, Santa Catarina, além de São Paulo.

“Avançar nessa parceria com a Raízen é muito gratificante para nós. A energia é o principal insumo utilizado em nossas operações e a adoção de fontes de energia limpas, renováveis e que contribuem para a redução de emissões na atmosfera não é uma escolha e sim uma prioridade para a Aegea”, afirma o gerente de gestão de energia e eficiência energética da Aegea, Emerson Rocha.

Ele continua: “Nos comprometemos, inclusive, com a redução do consumo deste insumo, o que reforça o compromisso da companhia na agenda ESG. Até 2030 reduziremos em 15% o consumo específico de energia, medido em kWh/m³, compromisso atrelado a uma emissão de um Sustainability-Linked Bonds (SLB), operação inédita para empresas de saneamento no Brasil”.

“Estamos muito felizes em dar mais esse passo na parceria com a Aegea Saneamento e para a descarbonização da economia. O nosso objetivo é promover sempre a melhor experiência aos nossos clientes por meio da eficiência, melhor custo e sustentabilidade. E é por este motivo que estamos nos consolidando no mercado como uma empresa one-stop-shop em soluções renováveis”, declara o vice-presidente de energia e renováveis da Raízen, Frederico Saliba.

De acordo com a Raízen, a empresa é a quinta maior comercializadora de energia do país, contando com mais de 7,5 mil consumidores. “A companhia tem em seu portfólio cerca de 5% da geração de energia renovável do Brasil, com mais de 2 GW de capacidade, sendo 70% centralizada na biomassa e 30% na geração distribuída solar, pequenas centrais elétricas e aterro sanitário”, aponta a empresa, em nota.

Tags: Raízen

PUBLICIDADE FMC_VERIMARK_INTERNO FMC_VERIMARK_INTERNO

Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail

PUBLICIDADE
STOLLER
x