Cogeração de energia

Cogeração: 16 usinas estão com problemas na documentação e 6 devem ser revogadas


novaCana.com - 27 out 2016 - 10:23

Apesar do grande número de usinas que estão investindo e ampliando capacidade de cogeração a partir do bagaço de cana-de-açúcar e outras biomassas, alguns dos empreendimentos podem ter sua entrada no circuito comercial adiada ou não serem concluídas.

Atualmente, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) acompanha 721 empreendimentos de novos projetos de produção de energia elétrica ou de ampliação de unidades geradores já existentes. Do total, 65 projetos envolvem usinas termelétricas (UTEs). Desse grupo 29 empreendimentos planejam utilizar como matéria-prima o bagaço de cana-de-açúcar.

O controle do andamento desses projetos é feito pela Aneel, que classifica as obras por diferentes critérios que envolvem uma série de parametros. O resulto inclui um dossiê do progresso do cronograma de obras.

O novaCana realizou um levantamento sobre os projetos de termelétricas movidas a bagaço de cana em andamento no país, cruzando os diferentes conceitos. A constatação é que, dos 29 projetos, 16 seguem mal avaliados pela agência.

Destes 16, seis são os mais problemáticos. Além de não estarem com a documentação em dia, ainda são considerados pela Aneel com pouca chance de se viabilizar. Dois deles, estão comprometidos com leilões de energia.


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR



Acompanhe as notícias do setor

Assine nosso boletim

account_box
mail