Cogeração de energia

Aneel homologa parcialmente resultado do leilão A-6 de 2019


Agência Estado - 24 jan 2020 - 08:36

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) homologou parcialmente o leilão de energia A-6, realizado em 18 de outubro do ano passado. Dos 91 empreendimentos que venceram o leilão, 58 deles, arrematados por 23 empresas, tiveram os resultados adjudicados nesta terça-feira, 21.

Os demais passarão pela mesma etapa assim que cumprirem a fase de entrega de documentos de habilitação.

Dentre as termelétricas que utilizam biomassa de cana-de-açúcar, apenas a Bela Vista, do grupo Bazan, e a Branco Peres estão na relação de empreendimentos homologados. Porém, as usinas Univalem, da Raízen Energia; Cerradão; São Martinho; e Mococa, da Ipiranga Agroindustrial, também foram contratadas no certame.

aneel leilao a6 211019

Clique na imagem para aumentar

No total, o leilão contratou empreendimentos que somam 2,9 mil MW em potência instalada de fontes hidráulica, eólica e solar, além de termelétricas a gás natural, biomassa e carvão. Os investimentos devem somar R$ 11 bilhões, com valor médio de R$ 176,09 por megawatt-hora (MWh).

Especificamente, as usinas a biomassa de cana comercializaram em torno 230 megawatts e o investimento calculado para o setor chega a R$ 800 milhões.

A energia deverá ser entregue a partir de 1º de janeiro de 2025.

Com informações adicionais novaCana.com