BASF
Trabalhadores

Dívidas trabalhistas da Laginha serão quitadas até julho de 2019

Administradora judicial divulga lista atualizada de credores. Administrador judicial José Lindoso confirma leilão da Usina Guaxuma na próxima terça, dia 16.


Jornal Extra (AL) - 15 out 2018 - 07:43

Demorou, mas saiu. Enfim a lista atualizada dos credores da Massa Falida da Laginha foi divulgada pela administradora judicial Lindoso e Araújo Consultoria Empresarial Ltda. Ex-funcionários de João Lyra aguardavam uma posição sobre o cálculo final dos recebimentos desde o mês de abril.

Com a publicação da lista também veio a notícia de que os pagamentos trabalhistas devem ser concluídos até julho do ano que vem. A informação é do administrador José Lindoso Silva. Ainda está em análise da Justiça o pedido para a disponibilização de R$ 110 milhões para pagamento imediato dos credores.

No entanto, o valor não cobriria todas as dívidas trabalhistas. “Com este recurso, os valores equivalentes aos serviços prestados pelos credores trabalhistas após a decretação da falência serão pagos em sua integralidade. Ainda com este valor disponibilizado, serão pagos aos credores trabalhistas que prestaram serviço entre o pedido de recuperação judicial e a convolação em falência”, informou Lindoso ao Extra. São 17.259 credores com um saldo total de R$ 270,4 milhões.

“Apenas com esses pagamentos, a Massa Falida da Laginha terá pago aproximadamente 40% do saldo dos credores trabalhistas extraconcursais”, afirma o administrador, que detalha: “Além dos pagamentos mencionados, embora o juízo universal já tivesse deferido o pagamento de cinco salários mínimos para todos os credores trabalhistas, em razão do questionamento deste pagamento por um advogado e credor, a administradora judicial requereu autorização para a continuidade deste pagamento, inclusive para credores que não têm processo trabalhista em face da massa falida, mas que cadastraram os seus dados bancários junto ao site da Laginha”.

José Fernando Martins