Trabalhadores

Capivari (SP) confirma 53 casos de covid-19 em alojamento de cortadores de cana de consórcio de fornecedores da Raízen

Segundo o governo municipal, a maioria dos pacientes se infectou em outras cidades. Eles estão assintomáticos e em isolamento


G1 - 27 mai 2020 - 14:13 - Última atualização em: 29 mai 2020 - 18:17

A Prefeitura de Capivari (SP) confirmou nesta terça-feira (26) que 53 trabalhadores rurais que estão em um alojamento na cidade foram diagnosticados com Covid-19. De acordo com a Secretaria de Saúde, para conter o contágio entre eles, os que testaram positivo foram isolados em uma ala do alojamento.

Segundo o governo municipal, todos estão assintomáticos e são monitorados duas vezes por dia. “A vigilância epidemiológica, a vigilância sanitária e a saúde do trabalhador estão acompanhando de perto esse caso. São feitas visitas e relatórios e o empregador está bem próximo da Secretaria de Saúde para resolver essa questão”, disse a secretária de saúde, Alessandra Fumiko Yatabe de Campos.

Foram testados 108 trabalhadores, dos quais 53 deram positivos e 55 negativos. De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, eles trabalham como cortadores de cana-de-açúcar.

“Os trabalhadores são monitorados, a temperatura, duas vezes por dia para ver se tem alguma alteração. Eles têm o suporte de saúde da rede SUS, qualquer um que apresente algum sintoma eles estão orientados a nos comunicar”, acrescentou.

O prefeito Rodrigo Proença afirmou que desde abril a prefeitura vem monitorando os alojamentos do setor, aprovando ou não as condições deles, emitindo recomendações e pedindo adequações. E destacou que o trabalho destes profissionais é permitido, por se tratar de área essencial.

“É uma situação controlada. O empreiteiro envolvido já está ciente de todas as medidas a serem tomadas, os trabalhadores têm a sua disposição tudo que é necessário, álcool em gel, é feita a higienização correta do local e foram fornecidas máscaras para eles”, acrescentou a secretária.

Por sua vez, a Raízen confirmou que esses trabalhadores fazem parte de um consórcio da trabalhadores rurais que prestam serviço. A empresa disse que está ciente dos casos e que desde o início da safra orienta os produtores sobre as medidas adequadas para prevenção da covid-19.

“Nesse sentido, [a companhia] elaborou e distribuiu cartilhas para disseminar as boas práticas e recomendações do Ministério da Saúde relacionadas ao novo coronavírus. Essas ações foram direcionadas a todos os fornecedores de matéria-prima, inclusive para os produtores rurais que integram o consórcio em questão”, afirma.

A Raízen disse também que recebe atualizações constantes dos produtores que integram o consórcio e acompanha as ações da Vigilância Sanitária no alojamento. A empresa ainda informa que está recebendo atualizações constantes dos produtores rurais integrantes do consórcio e acompanhando as ações da vigilância sanitária no alojamento.