Cana: Safra / Moagem

11 empresas especializadas fazem suas apostas para a safra 2014/15


NovaCana - 02 jun 2014 - 09:46 - Última atualização em: 11 mai 2015 - 16:25

Imprevisibilidade é uma palavra que define a safra atual de cana-de-açúcar. A indefinição fica expressa pelos 72 milhões de toneladas de cana que separam a estimativa de moagem mais otimista para o centro-sul do Brasil daquela mais sombria. No início da safra passada (2013/14) a distância entre a pior e melhor projeção não superava os 15 milhões de toneladas, consideradas as nove instituições consultadas pelo portal novaCana.

Para este comparativo das estimativas de safra 2014/15 foram compiladas projeções de 11 instituições: uma entidade pública, o principal órgão representativo do setor, a maior comercializadora de açúcar e etanol no mundo e oito das mais importantes consultorias com atuação na área de açúcar e etanol no país.

Nas últimas duas semanas estas empresas foram consultadas e as opiniões, dúvidas e divergências entre elas você confere a seguir. E mais:

- Dez gráficos comparando os seis principais indicadores de todas as estimativas das empresas e consultorias.

- O enigma do El Niño: consultorias apresentam visões diferentes sobre os impactos

- As diferentes visões sobre o tamanho da quebra na safra de cana

- Os estados que devem ter as maiores quebras

- As incertezas e apostas em relação ao mix de produção. E como deve variar significativamente o mix em cada estado (gráfico comparativo).

- Consultorias avaliam como a política e as eleições podem afetar o mercado

- Etanol: as apostas para uma produção que pode variar de 23,7 a 27,6 bilhões de litros


EXCLUSIVO ASSINANTES

O texto completo desta página está
disponível apenas aos assinantes do site!

VEJA COMO É FÁCIL E RÁPIDO ASSINAR